Convívio da Liga da Mulher Portuguesa, alusivo ao seu trigésimo aniversário

0
282

 Integrado na comemoração do trigésimo aniversário da sua fundação na cidade de Pretória, a Liga da Mulher Portuguesa, em conjunto com a Universidade Sénior, promoveu na tarde do penúltimo sábado, 26 de Maio, no salão nobre da ACPP, um elegante convívio, bem de acordo ao espírito que o envolveu, e ao estilo dos eventos que vem organizando, em que participou um bom número de senhoras de Pretória e Joanesburgo, entre as quais as dras. Maria Antónia Portugal, que ali foi palestrante, Leonete Larisma e Anabela Santos Gaspar, a comendadora Manuela Rosa, esta presidente a nível nacional da Liga da Mulher, a chanceler da nossa embaixada Carlota Amorim e alguns cavalheiros com destaque para o comendador Estêvão Rosa e o coordenador para as comemorações do Dia de Portugal, em Pretória, Carlos Calado.

 As boas-vindas e agradecimentos a todas as presenças ali nessa tarde, estiveram a cargo da presidente desta Liga da Mulher, Manuela Calado, que no decorrer da sua intervenção se mostrou agradecida à ACPP pela cedência do salão e boa vontade que sempre demonstra para nos receber, englobando nesse seu reconhecimento Carlos Tavares pela cedência do sistema de som ali utilizado nessa tarde, e a presença do jornal “O Século de Joanesbur-go” na cobertura do evento, após o que passou a descrever o percurso da primeira oradora, Nancy Mendes, que durante dezasseis anos viveu em Portugal, onde trabalhou como estilista, mas sentindo que precisava de adicional algo mais à sua actividade profissional, depois de estudar em firma de imagem sul-africana, fundou a sua própria consultoria de imagem designada “The Muse”, a par do salão de beleza de que também é proprietária em Bedfordview, de Joanesburgo, a qual viria a focar na sua intervenção os cuidados a ter pela mulher na preservação da sua imagem e maneira de a poder melhorar.

 Quanto à segunda oradora ali naquela tarde, dra. Maria Antónia Coccia-Portugal, prestigiada oncologista, foi em traços gerais ali descrito pela presidente da Liga da Mulher, Maria Manuela Jorge Calado, o seu percurso, nestes termos:

 Em 1972 e depois de completar o curso de médico-cirurgião, trabalhou como assistente no departamento de cirurgia do Hospital Universitário em Lourenço Marques, hoje Maputo, para em 1973 tratar em quimioterapia o primeiro cancro da mama. Depois disso trabalhou 19 anos no departamento de oncologia, da Universidade de Pretória, para a partir de 1994 se dedicar a medicina privada nessa mesma especialidade.

 Devido ao seu interesse pelo cancro da mama, atendeu no ano de 1998, o primeiro European Breast Cancer Congress, em Florência. Tendo dificuldades em introduzir aos colegas sul-africanos, o conhecimento adquirido, para vencer essa resistência, atendeu depois disso mais trinta e cinco conferências internacionais nessa mesma especialidade.

 Considerando uma evolução incrível nesta doença nestes últimos anos, não só no en-tendimento da doença, como também no seu tratamento, esta oncologista integrou nos últimos dezoito anos, uma equipa de que fazia parte um cirurgião e radiologista, para melhor individualizar o tratamento da doente diagnosticada com o cancro da mama.

 Com o tratamento individua-lizado para cada doente, onde a “mastectomia” não deve ser considerada de tratamento inicial, mas a seu ver actualmen-te a ser administrado na altura do diagnóstico, esta oncologista, pessoa maravilhosa e incansável, com um currículo extraordinário na especialidade e consultórios em Morelletta Park e Lynnwood, e com o seu alto conhecimento nesta doença, salvo inúmeras vidas, é membro da Liga da Mulher Portuguesa, desde o início, e como nossa grande amiga, não obstante a sua intensa actividade profissional, estar sempre pronta a ajudar-nos quando lhe é pedida colaboração, afirmação esta a originar uma estrondosa salva de palmas dos presentes no sa-lão. 

 Depois de cada palestrante debater em pormenor a teria referente à sua actividade profissional, onde especialmente e dada a sua importância, isto no caso da dra. Maria Antónia Coccia-Portugal, eram projectados em “écrans” ali instalados, slides alusivas a cada pormenor que ia referindo, e assim todas as que a ouviam poderem ficar convenientemente esclarecidos, tanto no combate ao cancro da mama, como maneira de o prevenir, para isso contribuindo como ali foi recomendado, o regime de alimentação, se possível à base de fruta e de vegetais, estes sempre temperados com azeite, foram as duas intervenientes em palestras proferidas, Nacy Mendes e dra. Maria Antónia Portugal, assim como a jovem Katia da Ponte que ali cantou, distinguidas com ramos de flores, e com uma outra lembrança a esposa do presidente da ACPP, Anelize Jorge, para no sorteio a que se procedeu referente a cada mesa no salão, premiada a de Ângela Gomes.

 De referir também, isto no intervalo de cada palestra, o convívio servido em mesa corrida central, onde todos se podiam servir a seu belo prazer, das diferentes iguarias ali patentes, traduzidas em abundante doçaria, rissóis, pastéis de nata, panados, bolinhos de bacalhau, samosas, cavacas e porções de galinha, tudo em abundância, não faltando em mesa contígua o café e o chá à disposição de cada um.

 Por último fez a comendadora Manuela Rosa, na qualidade de presidente da Liga da Mulher Portuguesa na África do Sul, a nível nacional, de ali proceder a alguns agradecimentos, especialmente ao esforço das directoras que organizaram o evento, assim como à presença das fundadoras desta Liga, neste convívio, com destaque para a dra. Maria Antónia Coccia-Portugal, Lídia Gonçalves, Anabela e Fátima Coelho, não esquecendo a colaboração que Carlos Calado vem dando a esta Liga da Mulher, e ao “Século de Joanesburgo” a presença do seu delegado, nesta cidade, para cobertura do acontecimento, assim como a publicação recente, em diferentes páginas, do lançamento, há trinta anos, da Liga da Mulher Portuguesa, na cidade de Pretória.

 Actualmente são directoras da Liga da Mulher Portuguesa, em Pretria, Maria Manuela Jorge Calado, como presidente; Helena Sofia Rosa Rodrigues, vice-presidente; Jennifer Calado Alho e Micaela Rodrigues no lugar de secretárias, e Salete Gonçalves como tesoureira.