Consulado na Venezuela processa passaportes de portugueses das zonas mais remotas

0
117
Consulado na Venezuela processa passaportes de portugueses das zonas mais remotas

O Consulado Geral de Portugal em Caracas já tem equipamento que permite processar passaportes sem estar ligado à Internet e que permitirá ir ao encontro dos emigrantes portugueses que vivem mesmo nas zonas mais remotas da Venezuela.

  O cônsul, Paulo Santos, disse à Agência Lusa que nos últimos dias se fez um avanço “histórico” com uma jornada de recolha de dados biométricos para tramitar passaportes, conseguida com um equipamento portátil do consulado que pode funcionar “offline”.

  Paulo Santos falava à Agência Lusa na cidade de Los Teques, 25 quilómetros a sul de Caracas, uma das localidades que compõem os Altos Mirandinos e onde existem mais de 40.000 portugueses.