Cônsul-geral foi nomeado subdirector-geral de Política Externa

0
122
Cônsul-geral foi nomeado subdirector-geral de Política Externa

O cônsul-geral de Portugal em Joanesburgo, dr. Carlos José de Pinho e Melo Pereira Marques, foi nomeado subdirector-geral de Política Externa no Ministério dos Negócios Estrangeiros, devendo regressar muito em breve a Lisboa.

  Para preenchimento da vaga aberta no Consulado de Joanesburgo, o Conselho Diplomático do Ministério, reunido na passada terça-feira, já abriu concurso, devendo a apresentação de candidaturas por parte dos diplomatas de carreira prolongar-se até ao fim da primeira quinzena do próximo mês de Fevereiro.

  A indigitação do sucessor de Carlos Marques em Joanesburgo deve processar-se sem grandes demoras, mas nunca de forma a que o novo cônsul-geral assuma funções no posto antes da deslocação do ministro Paulo Portas à África do Sul a 3 de Março, já que o Governo sul-africano estendeu o estabelecimento de requisito de concessão de agreement de embaixador também para os cônsules-gerais.
  Promovido a ministro plenipotenciário de 2.ª classe, em fins de Novembro do ano passado, conforme o Século noticiou em primeira mão na África do Sul, Carlos Pereira Marques chegou a Joanesburgo como cônsul-geral a 15 de Setembro de 2008 vindo de Genebra, Suiça, onde desempenhou as funções de conselheiro de Embaixada na Missão Permanente de Portugal  junto dos Organismos e Organizações Internacionais e do Departamento Europeu das Nações Unidas.

  No ano do seu cinquentenário regressa ao Ministério, em Lisboa, no prosseguimento de uma carreira diplomática iniciada em Setembro de 1986, tendo ocupado desde essa data diversos cargos nas representações diplomáticas portuguesas em Berna, Luanda e Viena de Áustria, bem como na Casa Civil do Presidente da República, então Jorge Sampaio.