Conselho da Europa subscreve proposta portuguesa para União Europeia apoiar regresso de europeus

0
106

 O Conselho da Europa subscreveu na quarta-feira uma proposta de deputados portugueses à União Europeia para criar um programa especial que facilite o regresso de europeus residentes na Venezuela e apoie a sua integração nos países de origem.

 “Numa declaração escrita proposta pelos deputados do PSD e subscrita por toda a delegação portuguesa e pelos maiores grupos políticos representados na Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa, pede-se à União Europeia que prepare um programa especial dedicado a facilitar o regresso dos europeus que vivem na Venezuela e a apoiar a sua integração nos países de origem ao nível da habitação, educação, apoio social e emprego”, lê-se no comunicado tornado público por um dos deputados signatários, o social-democrata Duarte Marques.

 Nessa “Declaração Escrita sobre a Situação na Venezuela”, os signatários salientam que “enquanto a União Europeia e o Conselho da Europa se esforçam, e bem, para ajudar os refugiados provenientes de África que chegam todos os dias a solo europeu, mais de um milhão de descendentes europeus precisam urgentemente de ajuda na Venezuela”.

 “Apelamos a todos os Estados membros, e em particular à União Europeia, [para] que desenvolvam uma estratégia que dê prioridade à abertura de um corredor humanitário para abastecimento de comida e medicamentos, mas também a um programa temporário de reintegração destes refugiados de origem europeia nos seus países com medidas ao nível da habitação, da educação, do apoio social e do emprego”, lê-se no documento.

 Entre os deputados proponentes contam-se, além de Duarte Marques, os social-democratas Luís Leite Ramos, Carlos Gonçalves e Adão Silva, o centrista Telmo Correia e os socialistas Edite Estrela e Paulo Pisco.