Comerciantes portugueses criticam nova taxa sobre pagamentos com cartões bancários

0
70
cartões bancários

cartões bancáriosO vice-presidente da CCP, Vieira Lopes, afirmou que a taxa adicional que poderá ser aplicada pelos comerciantes sobre cada pagamento feito através de cartões bancários nas lojas “não traz vantagens” para o sector.

 “Não vemos qualquer vantagem nesta medida. A nossa posição é de contestação em relação à taxa adicional em si mesma, face ao seu provável valor, pois ao poder variar de loja para loja, ou é repercutida no consumidor ou irá reduzir a margem do comerciante”, disse Vieira Lopes.
 O Governo já tem pronto o diploma que transpões a Directiva comunitária sobre Serviços de Pagamentos para o ordenamento jurídico português, prevendo-se que seja publicado muito em breve.

 O Executivo deliberou deixar ao critério de cada um dos comerciantes a aplicação da taxa adicional no momento do pagamento através de cartão, de débito ou de crédito, embora o valor esteja ainda por definir.

 De acordo com o dirigente da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP) Vieira Lopes, quando entrar em vigor a medida, o facto de a taxa poder variar em função da vontade de cada comerciante, vai “introduzir uma concorrência desleal e assimétrica”.

 “Os comerciantes em nada vêm a beneficiar com a introdução da sobretaxa, pois já pagam entre 1 a 5 por cento com o uso dos equipamentos e conforme os estabelecimentos. Apesar do pagamento da taxa adicional ficar ao seu critério, no fundo serão lesados, ou eles ou os consumidores”, sublinhou.