China é o maior comprador de diamantes de Angola

0
68
diamantes

diamantesA China é hoje o maior comprador de diamantes angolanos, ao ultrapassar os EUA, que lideraram o mercado até ao ano passado, informou a Empresa Nacional de Diamantes de Angola (ENDIAMA).

 A informação foi divulgada pelo director de geologia da ENDIAMA, Miguel Paulino, durante uma palestra organizada pelo Ministério da Geologia e Minas e Indústria com o tema “A situação actual dos projectos diamantíferos e perspectivas”.
 Segundo Miguel Paulino, entre 2006 e 2008 as vendas para o mercado norte-americano subiram de 35 para 55 por cento.
 Em 2009, devido à crise económica e financeira que afectou a economia norte-americana, os EUA adquiriram apenas três por cento dos diamantes produzidos em Angola.

 De acordo com o director, em finais de 2009, das 12 jazidas secundárias existentes numa superfície de 12 mil quilómetros quadrados, só oito estavam em funcionamento.
Devido à crise, duas das oito jazidas foram encerradas e cinco estão suspensas e consequentemente a quebra de produção atingiu os 32 por cento, em 2009.

 Relativamente às jazidas primárias, Miguel Paulino disse que as três existentes, nomeadamente Catoca, Lwó, e Camuto, estão em fase de exploração.

A mina de Catoca, situada na província da Lunda-Sul, é a quarta maior do mundo que anualmente extrai, em média, cerca de 500 milhões de dólares em diamantes, mas, em 2009, este valor ficou pouco acima dos 430 milhões devido à crise.
 Ainda em finais do ano passado, o sector mineiro dispunha de 45 projectos de prospecção de depósito primário de diamantes, ocupando uma área de 107 mil quilómetros quadrados.