Cerca de 600 empresários portugueses residentes no estrangeiro participaram no III Encontro de Investidores da Diáspora em Penafiel

0
57

Cerca de 600 empresários portugueses residentes no estrangeiro, oriundos de 35 países, participam no passado fim de semana no III Encontro de Investidores da Diáspora, em Penafiel, uma iniciativa do Governo para atrair investimento para Portugal.

 A iniciativa anual, que este ano contou com o maior número de participantes de sempre, “visa fornecer aos empresários portugueses no estrangeiro o acesso a informação em áreas-chave sobre as políticas públicas em Portugal, nomeadamente no plano dos mecanismos institucionais de apoio ao investimento”.

 Outro objectivo destes encontros, que decorreu até sábado, é “facilitar o estabelecimento de redes de contacto entre os empresários portugueses no estrangeiro e aqueles que exercem a sua actividade em Portugal, proporcionando-lhes o espaço para possíveis oportunidades de negócios ou de parcerias e oferecendo-lhes uma plataforma privilegiada para a partilha de experiências e de boas práticas”.

 O programa oficial do encontro arrancou na sexta-feira, com a sessão de abertura presidida pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

 De seguida, o Governo apresentou a iniciativa “Linha Regressar Venezuela”, para apoiar o regresso ao país de cidadãos luso-venezuelanos que pretendam investir em Portugal, com a assinatura de um protocolo com as instituições bancárias aderentes. Intervieram nesta sessão o ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, e o secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro.

 O governante com a tutela das Comunidades Portuguesas destacou a maior adesão

III Encontro de Investidores da Diáspora em Penafiel de sempre de participantes nestes encontros, e considerou que tem condições para “dar um contributo importante ao país, em termos de desenvolvimento regional, mas também de apoio à internacionalização das micro, pequenas e médias empresas portuguesas”.

 Durante os dois dias de trabalho, houve sessões de apresentação sobre “Instituições e Instrumentos de Apoio ao Investimento”, “Divulgação de Oportunidades”, “Competências e Formação”, “Trabalhar em Rede” ou “Regiões e Territórios”, registando-se a participação de, além dos dois ministros, onze secretários de Estado (Comunidades Portuguesas, Assuntos Fiscais, Internacionalização, Turismo, da Ciência,Tecnologia e Ensino Superior, do Emprego, Adjunto e da Mobilidade, da Valorização do Interior, do Desenvolvimento e Coesão, das Autarquias Locais, das Florestas e Desenvolvimento Rural), responsáveis dos governos regionais dos Açores e Madeira (secretário regional da Eduacção da Madeira e o presidente do Conselho de Administração da Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores), três embaixadores de Portugal (em Paris, Berlim e Berna), bem como de representantes de vários organismos nacionais e regionais.

 As actividades deste encontro decorreram no Pavilhão de Exposições e Feiras, na cidade de Penafiel, distrito do Porto.

 O III Encontro de Investidores da Diáspora foi promovido pelo gabinete do secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, através do Gabinete de Apoio ao Investidor da Diáspora (GAID).

 A organização inseriu-se na Operação “Tâmega e Sousa – Qualify and Brand On”, liderada pela Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa, em parceria com o Conselho Empresarial do Tâmega e Sousa e a Escola Superior de

Tecnologia e Gestão do Politécnico do Porto.

 A operação foi cofinanciada pelo Norte 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional – FEDER.

 O Encontro começou na quinta-feira à noite, com uma recepção aos participantes no Museu Municipal de Penafiel e os trabalhos prolongaram-se até ao final da tarde de sá-bado. Na sexta-feira, no jantar de gala, realizado no Penafiel Park Hotel, foi assinado um protocolo de cooperação en-tre a Associação das Câmaras de Comércio Portuguesas em França e o Coselho da Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa.

 Da África do Sul deslocaram-se ao Encontro de Penafiel, António Rebelo, membro da Direcção da SAPCC (South African Portuguese Chamber of Commerce), Elisabete Rebelo, os empresários Tony Saramago, Marco e Sofia Pone, e o director do Século de Joanesburgo, Rogério Varela Afonso.