Centro de Dia “Coração de Maria” em pleno funcionamento no Núcleo de Arte e Cultura

0
128
Centro de Dia “Coração de Maria” em pleno funcionamento no Núcleo de Arte e Cultura

Na quinta-feira, 1 de Outubro, o Século de Joanesburgo visitou o Centro de Dia “Coração de Maria”, que funciona uma vez por semana nas instalações do clube Núcleo de Arte e Cultura (NAC), em Regents Park, no Sul de Joanesburgo.

 À chegada, Joaquim Coimbra, actual presidente do NAC, estava reunido com os utentes e responsáveis do centro de dia, para informá-los e actualizá-los de alguns procedimentos.

 Coimbra mencionou-nos que existem alguns utentes que não passam o dia inteiro no Centro “Coração de Maria”, mas que se vão embora logo após o almoço. Por isso, na dita reunião, Coimbra apelou à consideração e também ao empenho de estar, dado que é uma iniciativa grátis e que por isso mesmo, não deverá ser corrompida.

 O Século falou ainda com Joaquim Coimbra para que nos explicasse o destino dos 20.000 euros doados pelo Estado português a este projecto.

 O presidente do NAC explicou que ao câmbio no dia da conversão, o donativo rendeu ao “Coração de Maria” cerca de 283.000 randes e que parte desse fundo é destinado à alimentação e despesas do bar com bebidas para os utentes, mobiliário, cortinados, a construção de uma arrecadação, ao pagamento do serviços da cozinha, senhoras de serviço e limpeza.

 Mais nos informou que um enfermeira estaria presente todas as quintas-feiras a partir deste mês de Outubro e que as despesas mensais, neste momento, do Centro de Dia rondam os dezasseis mil randes.

 Coimbra adiantou-nos que é sua intenção começar o quanto antes com o “clube dos 500”. Uma iniciativa em que mecenas e beneméritos, doam todos os meses 500 randes ao Centro de Dia para mantê-lo sempre solvente e poder mais facilmente fazer frente às despesas, que crescem devido à rápida afluência de utentes às instalações do NAC. O objectivo primordial de Coimbra é entreter e dar acompanhamento aos portugueses residentes nas imediações do clube, para combater a solidão dos idosos, que no Centro de Dia se reveem e socializam.

 A presidente do Grupo Século, Comendadora Paula Caetano, doou cinquenta mil randes ao projecto, donativo feito e anunciado no dia da entrada em funções do Centro de Dia.

 De reportar que na quinta-feira estiveram 38 pessoas presentes e que desde a sua abertura, todas as semanas a afluência tem uma média de 35 pessoas, mais do que o esperado por Coimbra, que era de 30 indivíduos.

 No que concerne a problemas de transporte, Coimbra informou o nosso jornal que já existem “lift clubs”, ou seja, os utentes que ainda guiam dão boleias àqueles que ou não têm transporte ou estão impossibilitados de conduzir.