CDS responsabiliza António Costa por “buraco negro” financeiro

0
75
António Costa

António CostaO vereador do CDS-PP na Câmara de Lisboa, António Carlos Monteiro, responsabilizou o presidente da autarquia por um “buraco negro” económico e financeiro, patente num passivo global de 1951 milhões de euros.

 Segundo o relatório de gestão e as demonstrações financeiras de 2009, citado pelo eleito democrata cristão, o passivo da autarquia lisboeta aumentou 455 milhões de euros em 2009.

 “Aquilo que é por de mais evidente olhando para o relatório de gestão de 2009 é que o doutor António Costa criou um buraco negro financeiro em que tudo foi consumido”, defendeu.

 “Soma-se que o doutor António Costa passou o ano a falar dos calotes e das contas por pagar, mas apesar do PREDE [Programa de Regularização Especial das Dívidas do Estado] aquilo que encontramos são 966 milhões de euros de dívidas em que já havia compromissos por pagar”, acrescentou.
 Segundo António Carlos Monteiro, o documento revela que o prazo de pagamento a fornecedores é de 150 dias.

 O vereador insurgiu-se ainda contra a ausência do presidente da Câmara, António Costa (PS), da reunião em que foi discutido o relatório.
 “É incompreensível como o senhor presidente não esteve presente para explicar porque faltou à verdade aos lisboetas em 2009 quando andou a dizer que tinha posto as contas em ordem”, afirmou.