Cavaco apela à mobilização da capacidade inovadora e criativa

0
166
Cavaco

Cavaco O Presidente da República apelou à mobilização da capacidade inovadora e criativa dos portugueses para inverter a situação “algo preocupante” que o país atravessa, sublinhando a necessidade do contributo activo das comunidades locais para a recuperação económica.

 “O país precisa do contribuo activo das comunidades locais para concretizar a recuperação económica”, afirmou o Chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva, numa sessão em São João da Madeira, que marcou o encerramento da primeira jornada do Roteiro das Comunidades Locais Inovadoras.
 Lembrando a “situação algo preocupante” que o país atravessa, com o desemprego elevado, um endividamento que é “excessivo” e uma fraca competitividade internacional, Cavaco Silva renovou o apelo à mobilização dos portugueses para inverter o cenário.

 “Precisamos de mobilizar todas as nossas forças para inverter esta situação e é fundamental mobilizar a capacidade criativa e inovadora dos portugueses para essa recuperação económica”, sublinhou.
 Nesse sentido, frisou, é fundamentar reforçar a cultura de inovação para aumentar a produtividade e competitividade da produção nacional nos mercados internacionais.

 Essa inovação poderá ser realizada nos mais variados domínios, não dizendo apenas respeito à actividade económica, sustentou o Presidente da República, argumentando que “em todos os ramos e actividade nós podemos apostar na inovação”.
 Depois de ter dedicado dois dias à região entre o Douro e Vouga no âmbito da primeira jornada do Roteiro das Comunidades Locais Inovadoras, Cavaco Silva sublinhou também o “contributo fundamental” que essas mesmas comunidades locais podem dar para a recuperação económica do país, nomeadamente através de acções solidárias para com os mais vulneráveis ou da criação de riqueza aproveitando os seus próprios recursos.

 “O impacto de cada um desses projectos ou cada uma dessas iniciativas locais não é relevante a nível nacional, mas se nós considerarmos a multiplicidade de projectos e iniciativas locais por todo o nosso país, o efeito agregado é muito significativo e é nisso que temos de pensar, não é apenas no projecto local”, frisou o Chefe de Estado.

 Desta forma, acrescentou, é necessário “intensificar, qualificar e disseminar no território os impulsos de desenvolvimento mobilizando esses recursos locais que muitas vezes são ignorados e às vezes até delapidados”.
 Por isso, o objectivo do novo Roteiro das Comunidades Locais Inovadoras, que o Chefe de Estado prometeu levar a outras regiões do país, é “incentivar comunidades locais a participar activamente na recuperação económica do país”.

SEMANA GLOBAL DO EMPREENDEDORISMO

Por ocasião da celebração da Semana Global do Empreendedorismo, cuja abertura teve lugar no Centro de Congressos de Lisboa, o presidente português divulgou a seguinte mensagem:
 “É com o maior gosto que, também este ano, me associo à Semana Global do Empreendedorismo.
 Vejo com grande interesse o envolvimento de Portugal nesta iniciativa.

 Uma iniciativa em rede, de expressão mundial, que visa despertar, estimular e mobilizar, sobretudo junto das gerações mais jovens, o espírito empreendedor, a criatividade e a capacidade de inovar.
 Vivemos num tempo em que o conceito de emprego para a vida se torna cada vez mais obsoleto. Num tempo marcado por profundas alterações nos mercados e nas próprias relações de trabalho.

 O empreendedorismo ganha, em contrapartida, novas razões para ser assumido como peça-chave do progresso económico e social dos países.
 Assistimos, em Portugal, a uma vontade crescente de assumir riscos e encetar projectos empresariais próprios, até como forma de autonomia e realização pessoal. Mas estamos ainda longe de ter uma cultura empreendedora plenamente enraizada.
 Há, por isso, que despertar essa atitude nos mais jovens, e, mais ainda, dar-lhes formação para que desenvolvam, desde cedo e ao longo da vida, as necessárias competências.

 Temos que combater o conformismo e estimular a ousadia e a ambição, desenvolvendo, ao mesmo tempo, as capacidades de avaliação e controlo dos riscos.

 Esta Semana Global do Empreendedorismo que agora se inicia mobiliza milhões de jovens, em todas as partes do mundo, para o poder transformador das ideias e da sua aplicação em modelos de negócio.
 É uma excelente oportunidade para enaltecer valores tão importantes como a auto-confiança, a perseverança e a vontade de construir e de vencer, valores esses que, também pela minha parte, tenho procurado promover junto dos jovens portugueses.

 Felicito as entidades organizadoras pelo conjunto das actividades do programa que terá lugar entre nós e saúdo todos os participantes. Desejo que tenham o maior sucesso. Estou certo de que contribuirão para um Portugal mais confiante e mais empreendedor.
 Muito obrigado.