Casa do Benfica festejou em Pretória 25º Aniversário da sua fundação em Pretória

0
129
Casa do Benfica festejou em Pretória 25º Aniversário da sua fundação em Pretória

Com um programa aberto no antepenúltimo sábado, 12 de Julho, com almoço de convívio na sua sede, seguido de torneio de sueca em que participaram dezoito equipas, que como referimos na anterior edição, dele saiu vencedora a dupla constituída por Jaime de Caires – Rui dos Santos, classificando-se em segundo lugar Tony Gonçalves – Fábio Cabula, em terceiro Tiago Castro – João Canha, e em quarto Joaquim Aveiro – João Pita, a festa principal com que a Casa do Benfica, em Pretória, assinalou as suas “Bodas de Prata”, viria a ter lugar no penúltimo domingo, dia 20, no salão nobre da ACPP, onde praticamente sempre tem assinalado os seus aniversários.

 Ao concorrido almoço de convívio, tipo “self-service”, para comemorar a efeméride, servido a mais de 400 pessoas, entre as quais a conselheira da embaixada e gerente da secção consular, dra. Ana e Brito Maneira; a presidente do executivo nacional da Liga da Mulher Portuguesa, comendadora Fátima de Castro; os comendadores Joe Quintal e Mário Ferreira; e os presidentes, da ACPP, Américo Pimentel; o da Federação do Folclore, em Joanesburgo, José Ferreira; o da Casa Social da Madeira, Miguel Carreira; o da Academia do Bacalhau, João Serradinho; a do Club Sport Marítimo, Ana Maria Furriel; e o do conselho paroquial da igreja de Santa Maria, Virgílio da Silva.

 No decorrer dos festejos, em que foi mestre-de-cerimónias João Serradinho, com animada tarde dançante abrilhantada pela discoteca “Sounds GR-8”, de Paulo dos Santos, usou em primeiro lugar da palavra o presidente desta representação benfiquista, Lino Faria, para as boas vindas aos presentes ali nessa tarde, e agradecimentos aos apoios que tem tido da sua Direcção, associados do clube e patrocinadores nos almoços mensais durante este seu segundo mandato, comendador Mário Ferreira, Nélio Gonçalves, Nelson Faria, um grupo de amigos, Gilberto Basílio, Albi Coelho, anónimos amigos, José Manuel Vieira, José Brunido, Jonh Calheta e Tony Barreiro, a estes sendo entregues medalhas comemorativas, com o seu reconhecimento a outros que o apoiaram nesta festa de aniversário, a começar pela ACPP na cedência do salão em que neste dia eram assinaladas as “bodas de prata” desta representação afecta ao “glorioso”. 

 Na descrição de ajudas, Lino Faria não esqueceu os membros da sua Direcção, João Serradinho, Nelson Faria, Miguel Carreira, Manuel de Freitas, José Dias Roda, José Brunido, Domingos Pinho, José Manuel Vieira, Manuel da Silva, Nelson Gonçalves, Fernando Vieira e Tony Barreiro, os líderes da assembleia-geral, Jaime de Caires, e o do conselho fiscal, Rui dos Santos, os patrocinadores dos prémios da rifa ali sorteada neste dia, para o primeiro prémio, Mário Jorge; para o segundo, Fernando Carvalho; para o terceiro, Jaime de Caires; e para o quarto, Murrayfield Spar, bem como Carla Brunido e Ester Clemente Jardim que confeccionaram e ofereceram os bolos de fina decoração, alusivos ao aniversário que se festejava, não esquecendo os apoios que tivera de outros “sponsors”, como o Modern Packaging para as taças do torneio de sueca, Samuel da Silva, João Serradinho, Frank Cunha, Jaime de Caires, Virgílio, Miguel Carreira (as flores), Car-los Rodrigues, José Dias Ro-da, um casal amigo desta Casa do Benfica, que lhe pagou a entrada de todas as pessoas no salão para esta comemoração, e lhe pedira ano-nimato, mostrando-se também grato à representação em Pretória, de “O Século de Joanesburgo” pela cobertura dos festejos, e divulgação de todas as actividades realizadas por esta casa do Benfica. 

 Em continuação dos festejos foram entregues medalhões em estojo, aos seguintes trinta e dois sócios fundadores, presentes ou quem os representasse, Leonel Pedro Cardoso, Fernando Alvim Vieira, José Gaspar Dias, Manuel Henrique Rodrigues, José Manuel Lobo Vieira, Aurélio Antero Balsinhas, Elídio Pedro Cardoso, José Luís Rodrigues Baptista, Basílio Teixei-ra, António José de Figueiredo e Sá, Maria Salomite de Figueiredo e Sá, Jaime Rodrigues de Caires, Luís Firmino Rodrigues Baptista, Renato Fernando Henriques Vieira, Jordão Teixeira Olival, João Alzomino de Sá, José Francisco de Olim, José Manuel de Olim, António Edmundo Pereira da Silva, José Luís Ferreira, Manuel Simão Marques, Acácio Gomes de Oliveira Pinto, Hermínio de Sousa Rodrigues, João da Cruz de Jesus, Joaquim Júlio Abreu Pimentel, Américo João Nunes Pimentel, Joaquim Nunes Pimentel, Nelson César Dias Rodrigues, Agostinho Simão, José Renaldo Teixeira Nunes, Luís Abel de Gouveia Rodrigues e José Luís Santos Pinto.   

 

* Casa n.º 68 do Sport Lisboa e Benfica

 

 Para historiar um pouco do que tem sido o percurso desta representação, em Pretória, afecta ao “glorioso”, foi chamado ao palco o membro fundador e actual presidente da assembleia-geral, Jaime Rodrigues de Caires, que ao descrever por alto o que a mesma tem sido, primeiro como tertúlia, e graças ao esforço de Fernando Vieira, quando presidente da Direcção, conseguir junto do Sport Lisboa e Benfica, passar à categoria de “casa”, com o número 68, filiais que hoje no mundo deve ultrapassar a centena.

 Para estes festejos, dado a sua importância, prosseguiu Jaime de Caires, a direcção desta Casa do Benfica começou a pensar com antecedência, isto no mês de Janeiro transacto, trazer a este aniversário uma figura de relevo do S.L. e Benfica, alvitrando nos contactos estabelecidos o presidente, um vice-presidente ou Rui Costa, mas soubemos há uma semana que nos queriam mandar uma antiga glória do futebol encarnado. Não deixando de ser importante uma velha glória, para os mais novos isso não seria relevante, preferindo-se um director ou um dos últimos futebolistas para os festejos duma casa do Benfica, como a de Pretoria, para mais em comemoração das “bodas de prata”, infelizmente tal não acontecendo, o que não deixa de se lamentar, uma vez que o Benfica poderia muito bem ter mandado uma dessas figuras, pelo que lamentamos não termos aqui hoje connosco um ou dois representantes do nosso grande Benfica, pedindo a terminar a sua intervenção, uma salva de palmas dos presentes a Lino Faria, pelo bom trabalho que tem feito como presidente, desta casa do Benfica, em Pretória. 

 Neste aniversário, de salão bem decorado, onde nas mesas sobressaia o encarnado, em obediência às cores do “glorioso”, cada uma delas com um ramo de flores naturais em jarro de pé alto ao centro, e em folha de papel a letra do hino oficial do Sport Lisboa e Benfica, para assim todos o poderem acompanhar quando o mesmo ali fosse entoado, e nas da frente, destinadas a directores e convidados, um galhardete do clube aniversariante, onde no decorrer do qual foram entregues ramos de flores, pela esposa do presidente à dra. Ana e Brito Maneira, esta que ali desejou as maiores felicidades futuras e muito sucesso a esta casa do Ben-fica, por Lino Faria a Carla Brunido, e por Rui dos Santos a Goretti Faria.

 Depois da entrega dos troféus aos vencedores do torneio de sueca, do leilão de alguns artigos feito por João Serradinho, procedeu-se ao sorteio da rifa anual por esta ocasião, nela sendo contemplados com o 1º prémio, uma televisão, Mário Jorge, por sinal o homem que a ofereceu, com o número 1201; com o 2º prémio, 3 dias no Zabula Country Club, Ana Pinho com o número 1126; com o 3º prémio, 5 litros de whisky Chivas Regal, Ricardo de Freitas com o número 326; e com o 4º prémio um “liquor hamper”, Manuel Jardim com o número 067, foi por último cortado pela dra. Ana e Brito Maneira e Goretti Faria, o bolo de aniversário adquirido pelo comendador Mário Ferreira, e dele sendo dado a provar pelos presentes no salão.