Cardeal angolano Alexandre do Nascimento é figura maior da cultura lusófona

0
51
Cardeal angolano Alexandre do Nascimento é figura maior da cultura lusófona

O cardeal Alexandre do Nascimento é “figura maior da cultura lusófona”, considerou em Luanda o ministro-adjunto e dos Assuntos Parlamentares de Portugal.

 Miguel Relvas fez o elogio no final de um encontro com o antigo arcebispo de Luanda, na residência deste, fora do programa oficial da visita de três dias a Angola.
 “Vir a Angola, a Luanda, e não falar com Dom Alexandre do Nascimento é uma visita incompleta. É uma figura grande, figura maior da nossa cultura lusófona, um homem que deu muito a Angola”, salientou o governante.

 O cardeal angolano Alexandre do Nascimento, que nasceu em Malange, norte de Angola, e completa 88 anos em Março, desempenhou o cargo de arcebispo de Luanda entre 1986 e 2001, tendo sido elevado a cardeal em 1983.
 Para Miguel Relvas, o cardeal Alexandre do Nascimento “uniu angolanos, juntou o que estava separado. Ajudou Angola a afirmar-se. É um nome grande da cultura lusófona e são nomes como estes e obra como a que Dom Alexandre do Nascimento desempenhou que nós temos que saber reconhecer. Tem que haver reconhecimento a quem marca as nações e quem mar-ca as culturas. Estamos perante uma pessoa dessas”.

 Nas declarações aos jornalistas, Alexandre do Nascimento destacou a importância das relações luso-angolanas e defendeu a formação dos jovens angolanos nas universidades portuguesas.
 “Fomos plasmados pela história e este bom relacionamento entre Portugal e Angola deve continuar e intensificar-se ainda mais. Nós precisamos que os nossos alunos, os nossos jovens, frequentem também as universidades lá, sem dúvida nenhuma, para frutificar os laços existentes”, concluiu.