Braga a pensar na “Champions” sofreu para vencer Gil Vicente

0
111
Braga a pensar na

O Sporting de Braga obteve  um triunfo "suado" por 3-1 frente ao Gil Vicente, na oitava jornada da I Liga de futebol, tendo-se ressentido das poupanças que José Peseiro fez a pensar no jogo com o Manchester United.

 A equipa bracarense, cujo treinador fez descansar vários jogadores tendo em vista essa partida de quarta-feira que pode ser decisiva para a passagem à fase seguinte da Liga dos Campeões, enfrentou dificulda-des diante de um Gil Vi-cente atrevido e que chegou mesmo a empatar a partida, no início da segunda parte, por Yero (55).
 Alan voltou a colocar a equipa da casa em vantagem aos 64 minutos, na conversão de uma grande penalidade duvidosa e, nos minutos finais (88), Hugo Viana sentenciou a partida, tudo isto depois de o ex-gilista Zé Luís, que se estreou como titular, ter marcado o seu primeiro golo no cam-peonato e inaugurado o marcador (17).
 As primeiras oportunidades de golo pertenceram aos vi-sitantes, ambas por Pio, mas primeiro Beto (9) e depois Elderson (10) evitaram males maiores.
 O Braga respondeu logo a seguir com Mossoró a servir Baiano, que rematou com muita força para uma boa defesa de Adriano Facchhi-ni (12), e, cinco minutos depois, o médio brasileiro voltou a ser decisivo ao isolar com um grande passe Zé Luís: o avançado cabo-verdiano ladeou o guarda-redes gilista e fez o primeiro golo da partida.
 Com o meio-campo reforçado, era o Gil Vicente que ganhava mais vezes a luta pela posse de bola e que estava mais perto da baliza bracarense do que o contrário.
 Aos 30 minutos, César Peixoto quase empatou após uma boa iniciativa individual.
 O Gil Vicente entrou na segunda parte novamente mais forte e, logo aos 49 mi-nutos, Beto viu embater no poste um grande remate de Pio.
 Descontente com o rendimento da equipa, José Peseiro fez entrar os "Rúbens"
Amorim e Micael, mas no minuto seguinte o Gil Vicente chegou ao já merecido
empate: Pio isolou Yero que, à saída de Beto, rematou rasteiro (55).
 O Braga "acordou" então para o jogo e aos 64 minutos chegaria ao segundo golo, por Alan, na conversão da tal grande penalidade (parece não haver falta de Halisson sobre Zé Luís). Já nos minutos finais, Hugo Viana marcou o terceiro, de cabeça, após um bom centro de Rúben Amorim da esquerda (88).Agora o Sporting de Braga prepara-se para a recepção ao Manchester United, resultado que pode valer a passagem à fase seguinte da Liga dos Campeões..