Bióloga portuguesa ganha prémio europeu de conservação da natureza

0
50
Bióloga portuguesa ganha prémio europeu de conservação da natureza

A bióloga da Universidade de Aveiro (UA) Milene Matos conquistou o prémio europeu de conservação da Natureza, atribuído pela Federação Europarc, em cooperação com a Fundação Alfred Toepfer.

 Intitulado “Alfred Toepfer Natural Heritage Scholarships”, o prémio tem por objectivo galardoar jovens conservacio-nistas com provas dadas na área da conservação da natureza, em particular nas áreas protegidas da Europa.

 Segundo a Universidade de Aveiro, é a primeira vez que o prémio é atribuído a um conservacionista português pela Europarc, uma das mais importantes instituições europeias no que toca à gestão e conservação da natureza e que representa 365 membros entre departamentos governamentais, Organizações Não Governamentais e áreas protegidas de toda a Europa.

 “Receber este prémio significa o reconhecimento pelo du-ro trabalho na área da conservação e um voto de esperan-ça”, congratulou-se Milene Matos, investigadora de pós-doutoramento no Departamento de Biologia (DBio) da UA, após saber o resultado.

 Milene Matos tem trabalhado em diversas áreas protegidas portuguesas, com especial incidência na Mata do Buçaco e região Centro, onde a conservação da biodiversidade foi o principal enfoque do seu doutoramento.

 Conta também com um vasto currículo na área da comunicação de ciência e educação ambiental, tendo já apresentado trabalhos em mais de 50 encontros científicos nacio-nais e internacionais e publicado diversos livros e artigos de divulgação de ciência.

 “O galardão premeia o trabalho de todos os portugueses que diariamente lutam por um mundo melhor, uma árvore de cada vez, e mostra que podemos ousar sonhar e conquistar, que temos qualidade. Estou muito orgulhosa por poder representar o trabalho do meu país numa área tão delicada e difícil, a da conservação da natureza”, disse a jovem bióloga.

 O prémio financia trabalhos de investigação em áreas protegidas europeias, em países que não o de residência do candidato. Neste caso, Milene Matos irá trabalhar em Es-panha, no Parque Regional del Sureste, num tema que concilia a conservação com a ética, no contexto particular do controlo de espécies exóticas invasoras.

 O prémio será entregue a 1 de Outubro, em Killarney (Irlanda) durante a conferência anual Europarc.