BES Investimento passa a chamar-se Haitong Bank

0
43
BES Investimento passa a chamar-se Haitong Bank

O Banco Espírito Santo de Investimento (BESI) vai passar a denominar-se Haitong Bank, informou a empresa chinesa, no mesmo dia em que a operação de compra do banco de investimento ao Novo Banco ficou fechada.

 O Haitong Bank informou, num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) que "foi determinado alterar a de-nominação social de ‘Banco Espírito Santo de Investimen-to, S.A.’ para ‘Haitong Bank, S.A.’".

 O Novo Banco concluiu a venda da totalidade do capital da unidade de investimento à sociedade de Hong Kong por 379 milhões de euros, segundo um comunicado publicado no supervisor do mercado de capitais português.

 Na sequência do comunicado de 8 de Dezembro de 2014, o Novo Banco informou que "concluiu, na presente data, a venda à sociedade Haitong International Holdings Limited, sociedade constituída em Hong Kong, subsidiária integralmente detida pela Haitong Securities uma sociedade cujas ações se encontram admitidas à negociação na Shanghai Stock Exchange e na Stock Exchange of Hong Kong Limited), da totalidade do capital social do Banco Espírito Santo de Investimento S.A. (BESI), pelo preço de 379 milhões de Euros".

 A venda do banco à empresa chinesa foi comunicada à CMVM a 4 de Dezembro de 2014, tendo ficado o negócio dependente das necessárias aprovações, nomeadamente junto do Banco de Portugal, da Comissão Europeia, das autoridades da concorrência e de um conjunto de outras autoridades que exercem supervisão directa sobre a entidade compradora.

 A 3 de Agosto do ano passado, o Banco de Portugal tomou o controlo do BES, após a apresentação de prejuízos semestrais de 3,6 mil milhões de euros, e anunciou a separação da instituição em duas entidades: o chamado ‘banco mau’ (um veículo que mantém o nome BES e que concentra os ativos e passivos tóxicos do BES, assim como os accionistas) e o banco de transição, que foi designado Novo Banco.

 O BESI, aquando da resolução do BES, transitou para o Novo Banco.

 Esta foi a primeira aquisição da Haitong fora da China – a operação custou 379 milhões de euros – e é também considerada uma das maiores operações do género efectuadas nos últimos anos por empresas financeiras chinesas.

 Conforme o acordo celebrado com o Novo Banco português, a compra foi feita através de uma subsidiária do grupo, a Haitong Internacional Holding Limited (HTIH), criada em 2007 em Hong Kong para "realizar investimentos e desenvolver ações no estrangeiro".

 

No comunicado enviado à agência Lusa em Pequim, a Haitong descreveu o então BESI como um banco de investimento com "forte rentabilidade e alta eficiência operacional".

"A rede de distribuição e a ba-se de clientes do BESI são boas", o que permitirá à Haitong "ganhar capacidade nos mercados maduros da Europa e nos mercados emergentes de América do Sul e África", destacavam.

 Além das filiais em Londres, Madrid, Nova Iorque e Varsóvia, o BESI, cujo presidente é José Maria Ricciardi, tem sete subsidiárias fora de Portugal, duas das quais no Brasil e outras tantas no Reino Unido.