Berardo pede 1,3 mil milhões a administradores do BCP

0
179
Berardo

BerardoO empresário Joe Berardo disse que o pedido de indemnização de mais 1,3 mil milhões de euros a Jardim Gonçalves e quatro outros administradores do BCP, que entregou em tribunal, "rever-terá a favor do banco" e não para si.

 "É o resultado da investigação que foi feita, não é mais nem é menos. É o acumulado daquelas offshores e daquelas coisas todas, é o que foi provado. E isso é a favor do banco, não é para mim", disse o comendador.

 Berardo apresentou no Tribunal de Comércio de Lisboa, um pedido de indemnização de 1.312.291.480 a cinco antigos administradores do BCP: Jardim Gonçalves, Filipe Pinhal, António Rodrigues, Christopher Beck e Alípio Dias.

 "São os cinco administradores, as pessoas que quem o Banco de Portugal, a CMVM e a Procuradoria já têm tudo. Foi por isso que não avançámos mais cedo, queríamos ter estas coisas todas feitas", sublinhou o investidor.

 Este valor, acrescentou, inclui prejuízos globais a que acrescem juros.
 Joe Berardo, terceiro maior accionista do BCP, com 6,22 por cento, preside actualmente ao conselho de remunerações do banco.