Benfica garante final da Taça da Liga com triunfo fácil sobre V. Setúbal

0
103
Benfica garante final da Taça da Liga com triunfo fácil sobre V. Setúbal

O Benfica apurou-se para a final da Taça da Liga de futebol, ao vencer na Luz o Vitória de Setúbal por 3-0, uma vitória facilitada por erros defensivos contrários e desbravada por um penálti aos 41 minutos.

 O minuto 40 foi “fatal” para o Vitória de Setúbal, formação que até protagonizou uma boa entrada em jogo, criando logo aos quatro minutos uma oportunidade flagrante de golo, e que estava a conter sem dificuldades de maior um Benfica lento, previsível e a mostrar pouca vontade de imprimir uma dinâmica mais forte.

 No lance da grande penalidade, Gonçalo Guedes cai na área puxado por Advíncula, que acabou expulso pelo árbitro Rui Costa, por este considerar que o jogador “encarnado” estava em posição para fazer golo, tendo Talisca, na conversão, adiantado os lisboetas, aos 41.

 Um remate de Gonçalo Guedes por alto e outro de Derley à rede lateral da baliza sadina tinham sido as únicas situações que o ataque benfiquista tinha conseguido até aí.

 Se o Vitória tinha ficado com as suas aspirações de atingir a final muito reduzidas, as poucas dúvidas que restavam dissiparam-se volvidos cinco minitos, com nova grande penalidade, convertida por Pizzi, aos 45+1.

 Em vantagem no marcador e em unidades dentro de campo, o Benfica dominou toda a segunda parte, que disputou em ritmo de treino, e Jorge Jesus aproveitou para lançar dois titulares, Jonas e Salvio, além de Rúben Amorim, que regressou à competição após cinco meses e meio de paragem devido a uma rotura de ligamentos no joelho.

 A história da segunda parte resumiu-se ao ataque constante do Benfica, ainda que a baixo ritmo, sem intensidade, que se traduziu em mais um golo de autoria de Jonas, aos 73 minutos, a passe de Ola John, e em mais uma mão cheia de oportunidades para avolumar o resultado.