Benfica em poupança derrota Bordéus com golo solitário de Rodrigo

0
105
Benfica em poupança derrota Bordéus com golo solitário de Rodrigo

Um Benfica claramente em poupança e bem longe das melhores exibições derrotou o Bordéus, por 1-0, e ganhou uma valiosa vantagem na primeira mão dos oitavos de final da Liga Europa de futebol.

 No Estádio da Luz, um golo aos 21 minutos do aniversariante Rodrigo, que na quarta-feira completou 22 anos, foi suficiente para os "encarnados" se colocarem em vantagem na eliminatória perante o actual 10.º classificado do campeonato francês.

 Mesmo em regime de poupança, principalmente no meio campo, com Roderick e Carlos Martins a "remendarem" as ausências de Matic (castigo) e Enzo Perez (opção), o Benfica cumpriu a sua obrigação perante o rival gaulês, mas mesmo assim não se livrou de uma valente assobiadela dos adeptos no final da partida.

 Ficou a ideia de que a equipa de Jorge Jesus – que já assumiu a prioridade dada ao campeonato nacional – poderia ter alcançado uma vantagem bem mais confortável e ter praticamente garantido o apuramento para os "quartos", se tivesse aumentado o seu ritmo de jogo e utilizado as suas peças habituais.

 Mesmo com pouco fulgor ofensivo e sem incomodar muito a defensiva "encarnada", o Bordéus só não regressa a França com um empate na bagagem porque Artur, com uma grande defesa, impediu o golo de Khalfallah já nos instantes finais.

 De resto, mesmo sem jogar bem, o Benfica nunca perdeu o controlo da partida, acabando por valer a pontaria e frieza de Rodrigo, que somou apenas o seu segundo golo da carreira nas competições europeias.

 Aos 21 minutos, e pouco depois de Artur ter estado perto de protagonizar um dos "frangos" da temporada, o avançado espanhol, assistido por Ola John à entrada da área, puxou a bola para o seu pé esquerdo e meteu-a na "gaveta", num lance em que o esférico ainda tocou na barra e no guarda-redes Carrasso.

 O tento fez adormecer ainda mais a formação portuguesa, que só voltou a assustar o guardião francês já a meio da segunda parte por Melgarejo, isto depois de Jesus ter tentando dar um "abanão" na sua equipa com as entradas de Enzo Perez e Salvio para os lugares de Carlos Martins, desastrado, e Óscar Cardozo, cansado.

 Apesar do lance do defesa esquerdo paraguaio, o jogo manteve a mesma toada morna e sonolenta até aos 89 minutos, quando Artur salvou a vitória com uma grande intervenção a remate de Khalfallah.

 O médio tunisino apareceu completamente sozinho na área "encarnada" mas acabou por perder no duelo com o guarda-redes brasileiro.