Benfica e Sporting empatam no dérbi e deixam fugir FC Porto

0
52
Benfica e Sporting empatam no dérbi e deixam fugir FC Porto

Benfica e Sporting empataram a um golo, no Estádio da Luz, num dérbi lisboeta da terceira jornada da I Liga de futebol em que o guarda-redes "encarnado", o brasileiro Artur, foi vilão e herói.

 Depois do argentino Gaitan ter dado vantagem ao campeão nacional, aos 12 minutos, ao concretizar uma excelente jogada colectiva da sua equipa, Artur ofereceu o empate ao rival com um erro estrondoso, que o regressado Slimani aproveitou, aos 20.

 Alias, o guarda-redes do Benfica, que tem agora Júlio César à espreita de lhe "roubar" o lugar, acabou por ser a figura deste dérbi, devido aos inúmeros lances de insegurança e intranquilidade que foi somando durante o decorrer a partida.

 Contudo, o guardião brasileiro acabaria nos minutos finais por impedir que o Spor-ting alcançasse o seu primeiro triunfo na Luz desde 2006 com uma fantástica defesa a remate de Slimani.

 O Benfica, de novo com Enzo Pérez e com André Almeida no lugar do infeliz Ruben Amorim, lesionado, acabou por ter algum ascendente no "filme" da partida, principalmente durante a segunda parte, num período em que o Sporting parece ter quebrado fisicamente.

 Nesse período, os "encarnados" usufruíram uma mão cheia de oportunidades para retomar a vantagem no marcador, mas Rui Patrício e a falta de pontaria de Salvio acabaram por impedir tal feito.

 Por seu lado, o Sporting fez um jogo acertado no Estádio da Luz, sobretudo a meio-campo, com William Carvalho e Adrien a ganharem claramente a luta aos adversários "encarnados".

 Com Slimani na frente, depois de encerrado o processo disciplinar interno, com "per-dão" dos dirigentes "leoninos", o Sporting ganhou claramente outro poder de fogo e outra agressividade junto dos centrais rivais.

 Praticamente no primeiro lance ofensivo do Benfica no encontro, o Benfica chegou à vantagem com remate à entrada a área de Gaitan, depois uma bonita jogada entre Sal-vio e Maxi Pereira, que trocaram vários passes antes do "tiro" certeiro do extremo argentino.

 Quando tudo se estruturava para que o Benfica voltasse a bater o seu histórico rival no Estádio do Luz, o guarda-redes Artur acabou por "trair" os colegas e deu uma valente ajuda ao Sporting.

 Depois de receber um passe de Eliseu, o guardião ponta-peou a bola contra Carrillo, que acabou por seguir em direcção à baliza, tendo Slimani confirmou o golo em cima da linha.

  No regresso dos balneários, o dérbi só ganhou mais energia aos 63 minutos, quando Salvio já dentro da área atirou à figura de Rui Patrício. O lance do argentino acabou por dar inicio a uma fase avassaladora do Benfica.

 Com o Sporting sem conseguir sair do seu meio campo, principalmente devido ao cansaço de William Carvalho e Adrien, o Benfica lançou um ataque cerrado as redes "leoninas", mas sem sucesso.

 André Almeida, na sequência de um canto, obrigou Rui Patrício a grande defesa e logo de seguida, novamente Salvio, que desta vez atirou às malhas laterais, com Patrício já batido.

 O jogo acabou por regressar à toada morna do início da segunda parte e, quando nada fazia prever, Nani assistiu Slimani com um excelente passe e o argelino surgiu solto na área a atirar com força, mas Artur impediu aquele que seria provavelmente o golo da vitória do Sporting.