Benfica conquista Torneio Cidade de Guimarães

0
65
Benfica

BenficaPrimeiro triunfo dos encarnados na pré-época, após dois empates e duas derrotas. Coesão e dinâmica na primeira parte, espírito de sofrimento na etapa complementar. Eis a síntese do futebol da equipa de Quique Flores.

Cardozo abriu caminho à primeira vitória da época. Exibição bem conseguida dos encarnados nos primeiros 25/30 minutos. Quatro unidades dinâmicas no meio-campo – Rúben Amorim e Urreta nas alas; Carlos Martins e Katsouranis no miolo – a municiar os dois homens mais avançados: Aimar e Cardozo. 

À passagem do minuto 13, Cardozo inaugurou o marcador  na conversão de uma grande penalidade a castigar derrube de Sereno  sobre Urreta – outra das  boas exibições dos encarnados em Guimarães. O Benfica colocava-se em vantagem numa fase embrionária do encontro, depois de suportar, com maior ou menor dificuldade, boa entrada do Vitória, e arrancou, então, para  15 minutos de forte pressão.

O ascendente traduziu-se no segundo golo, apontado por Mohma na própria baliza  (21m). Cardozo ficou  perto de fazer o 3-0 (23m), mas Nilson opôs-se com uma boa defesa ao remate do paraguaio. O Vitória reagiu ao melhor período do adversário,  subiu no terreno e acercou-se com perigo da baliza defendida por Moreira.

O resultado, porém, nãsofreu alterações até ao apito de Jorge Sousa para o intervalo. Ao contrário dos ensaios anteriores, Quique Flores promoveu apenas uma alteração para a segunda parte, deixando Luisão nos balneários e lançando Binya para o meio-campo – Katsouranis recuou para o eixo da defesa.