Banco de Moçambique decide manter taxas de juro

0
36
Economico

O Banco de Moçambique decidiu manter inalteradas as taxas de juro de referência, caso da relativa à facilidade permanente de cedência de liquidez que continuou a ser de 12,75%, de acordo com decisão recente da respectiva Comissão de Política Monetária.

 A taxa de juro da facilidade permanente de depósitos foi mantida em 5,75%, o mesmo acontecendo ao coeficiente de reservas obrigatórias, que continuou a ser de 10,5% para os passivos em moeda moçambicana e em 15% para os passivos em moeda es-trangeira.

 Este segundo coeficiente de reservas obrigatórias em moeda estrangeira foi uma das decisões tomadas por aquela comissão na reunião de 20 de Abril, de “alterar o regime de reserva obrigatória, segregando a base de incidência em moeda nacional e moeda estrangeira e diferenciando os respectivos coeficientes, com efeitos a partir do período de constituição que se inicia a 7 de Junho de 2016.”

 Nessa reunião de 20 de Abril a Comissão de Política Monetária decidiu aumentar em 200 pontos base para 12,75% a taxa de juro da facilidade permanente de cedência de liquidez e em 150 pontos base para 5,75% a da facilidade permanente de depósitos.

 O banco central informou ainda no comunicado divulgado que o saldo das reservas sobre o exterior em Abril passado fixou-se em 1760 milhões de dólares, montante suficiente para garantir a cobertura das necessidades de importações de bens e serviços por um período de 3,2 meses, excluídos os grandes projectos.