Atribuição de prémios Standard Bank – SAPCC no World Trade Centre de Joanesburgo

0
31
Atribuição de prémios Standard Bank - SAPCC no World Trade Centre de Joanesburgo

Teve lugar no sábado 1 de Outubro no “The Venue” do World Trade Centre Joanesburgo em Sandton, a gala de atribuição de prémios da South African Portuguese Chamber of Commerce (SAPCC), em parceria com o Standard Bank. Prémios cuja avaliação e atribuição estão ao critério do júri composto por membros da SAPCC. Os galardoados da noite foram na categoria “Outstanding Professional/Entrepreneur” a dr.ª Márcia Fernandes da Silva. Na mesma categoria estiveram o arquitecto Miguel Pinto e Tony da Fonseca, director-geral do grupo OBC. O galardão foi entregue pela mão da responsável do Standard Bank, Prudence Dlamini Mashalane.

Os vencedores da categoria “Small Business” – Pequenas e Médias Empresas foram a Transitex, empresa no sector da logística e cujo prémio foi entregue pelo director do Standard Bank, Grant Lotz. Por fim, a terceira categoria de prémios, “Large Business” – Grandes Empresas, foi entregue à OBC Group, empresa no sector do retalho de bens e materiais de alimentação. O prémio foi entregue novamente pela senhora Mashalane. Inseridos nesta mesma categoria estiveram a ACDC Dynamics e a Optic One Power Lines.

 O serão começou com os convidados a serem recebidos à porta do “The Venue” no vigésimo andar do World Trade Centre de Joanesbur-go, com vinho do Porto e en-tretidos com um duo de artistas femininas, uma cantora acompanhada de uma violi-nista. Foram distribuídos vários canapés e aperitivos, que acompanharam as bebidas servidas.

 Nelson de Gouveia, comediante luso-sul-africano, foi o mestre-de-cerimónias convidado e desempenhou a sua tarefa sempre com um misto de comédia, enquanto conduzia os procedimentos da noite. Chamou ao palco Tony Rebelo, um dos responsáveis da SAPCC, que deu as boas vindas a todos os presentes. Agradeceu a presença do embaixador de Portugal, António Ricoca Freire e da cônsul-geral de Portugal em Joa-nesburgo, Luísa Fragoso.

 Deu as boas vindas a Eduardo Rafael e a César Espadas e desejou-lhes uma boa estada na África do Sul. Agradeceu também, Tony Rebelo, aos patrocinadores da noite e mencionou as presenças do deputado Manny de Freitas e de Rui Fragoso do GGDA – Gauteng Growth and Deve-lopment Agency.

 Para fazer o ponto da situação sobre a SAPCC, chamou ao palco Tony de Gouveia. Este, afirmou que “em apenas 7 minutos, o tempo que um fumador leva para consumir um cigarro, farei uma curta apresentação”. Na sua intervenção, Tony de Gouveia mencionou desde Dezembro de 2015 ao momento presente, os vá-rios eventos da SAPCC. A visita do presidente da Região Autónoma da Madeira, Miguel Abuquerque. O evento em Março, de “speed networking”, em Abril o seminário sobre a indústria do ferro dos quais foram os anfitriões. Ainda naquele mês a visita do presidente da Câmara Municipal do Funchal, Paulo Cafofo.

 Em Maio de 2015 foi a palestra dada pelo dr. Azar Jammine, organizada pela SAPCC. Participaram em eventos organizados pela GGDA e houve uma interacção com a Universidade do Minho.

 Tony de Gouveia falou no lançamento da newsletter da SAPCC e na continuada colaboração com o Standard Bank, Camâra de Comércio e Industria de Joanesburgo e o Young Adult Portuguese Society (YAPS). Por fim, aludiu ainda à colaboração entre as câmaras de comércio luso-sul-africanas, CCILSA e SAPCC.

 De seguida, foi a vez de Grant Lotz, responsável do Standard Bank. Deu as boas noites e fez os cumprimentos a todos em Português, o que lhe valeu uma forte ovação por parte da plateia. Afirmou ser um grande privilégio e oportunidade de crescimento fazer parte da SAPCC e que o Standard Bank sempre apoiou e esteve com a Comunidade portuguesa.

 Seguido do responsável do banco, foi pedido ao embaixador de Portugal para dirigir algumas palavras aos presen-tes. “Boa noite a todos”, começou por afirmar o embaixador António Ricoca Freire.

 “É uma vez mais muito bom – já foram várias as vezes e esta não será a última – estar num evento organizado pela SAPCC”. “É muito grato fazê-lo e até porque nestes quatro anos como embaixador, tive o gosto de seguir de perto a génese da SAPCC. Logo em 2013 compreendi que havia um espaço para ela, uma câmara criada e radicada na África do Sul.”

O diplomata português continuou ao atestar que “foi um sentimento que foi corroborado depois de uma reunião na embaixada em 2014 e que nesse ano nasce a SAPCC. Não tive qualquer mérito na sua criação, tive apenas como procuro ser, estar sempre aberto e sensível às necessidades da Comunidade, por ela nunca me desiludiu.”

 Continuou ao atestar que a SAPCC nasceu para dar resposta a empresas portuguesas criadas por luso-sul-africanos na África do Sul e que permite assim completar e complementar o trabalho da CCILSA, feito a partir de Lisboa. “Na altura, já existia a CCILSA, sediada em Portu-gal, mas ela tem um papel sobretudo de servir os interesses e projectos das empresas portuguesas a partir de Portugal”, afirmou.

 “O vosso projecto só viverá enquanto for apoiado pelos empresários portugueses. Não apenas em termos financeiros, mas em termos de sugestões, ajuda e logística.”

 Aludiu a que os interesses da Comunidade portuguesa são assegurados pela SAPCC na câmara europeia de comércio para a África Austral e que é por isso um órgão importante. Por fim, citou Fernando Pessoa com “Deus quer, o homem sonha, a obra nasce”, no que se referia ao sucesso e idealização do projecto.

 Fez-se uma pequena pausa, na qual foram distribuídos entre os convidados aperitivos e canapés. Logo a seguir à pausa, procedeu se à entrega de prémios. Estes, entregues e relatadas as categorias por Cláudia Moreira e Rui Marto. Logo a seguir à entrega de prémios foi a vez da actuação da fadista Lenita Gentil, uma actuação que durou perto de 45 minutos. Por fim, para finalizar a noite foram entregues duas lembranças alusivas do serão à cantora Lenita Gentil e ao mestre-de-cerimónias, Nelson de Gouveia.

 A noite acabou em convívio e música entre os convidados.