Atletismo: Portuguesa Auriol Dongmo com a melhor marca europeia e 3.ª melhor a nível mundial

0
75

A sportinguista Auriol Dongmo bateu o recorde de Portugal no lançamento do peso, com a marca de 18,82 metros, numa prova de preparação em Leiria.

  A atleta de 29 anos, nascida nos Camarões e que conta com nacionalidade portuguesa desde outubro de 2019, já melhorou o recorde nacional na modalidade em quatro ocasiões, com a marca alcançada a ser a melhor europeia do ano e a terceira a nível mundial.

  Dongmo foi autorizada pela World Athletics a competir por Portugal a partir de 26 de Junho de 2020, informou em Março a FPA (Federação Portuguesa de Atletismo).

  O novo recorde foi alcançado no decorrer de uma prova de preparação em Leiria, no Centro Nacional de Lançamentos, para atletas dos clubes do distrito, com a atleta a participar como extra.

  Dongmo conseguiu a marca de 18,82 metros recorde logo ao primeiro ensaio, superou o anterior recorde, de 18,37 metros, que já lhe pertencia desde a época de pista coberta, quando venceu os Campeonatos de Portugal em pista coberta, em Pombal a 29 de Fevereiro.

  No decorrer do concurso, Auriol Dongmo ainda passou o anterior recorde mais uma vez (18,61 metros ao quarto ensaio), depois de ter feito 17,73 e 17,97 no segundo e terceiro ensaios.

  Em termos internacionais, a sportinguista é agora a terceira nas listas mundiais, a melhor atleta europeia, atrás das canadianas Brittany Crew (18,88 metros, obtidos a 6 de Março) e Sarah Miton (18,84) e à frente da neozelandesa Valerie Adams (18,81).

  Este foi o quarto recorde de Portugal obtido pela atleta do Sporting desde o início do ano, depois de ter lançado 18,02 metros em Janeiro, passando-o depois para 18,31 e 18,37, sempre em pista coberta, até que agora superou amplamente o anterior máximo.

* Quem é Auriol Dongmo?

  Portuguesa de coração, devoção e papel passado, assim é Auriol Dongmo, a recordista nacio-nal do peso que nasceu nos Camarões e que foi autorizada a competir internacionalmente por Portugal a partir do dia 26 de Julho de 2020. O que quer dizer que pode representar as cores portuguesas em Tóquio 2021. Não fosse estar fechada a Janela de qualificação e o apuramento directo teria ficado garantido este sábado. Mas tanto ela como o treinador acreditam que pode “fazer história” na modalidade.

  Chegou a Portugal em 2017 para representar o Sporting, fruto de uma arrojada iniciativa pessoal. Apesar de não gostar de redes sociais, a atleta criou um perfil no Facebook só para contactar os leões e o treinador Paulo Reis que lhe tinha sido recomendado.

  Tudo começou na devoção a Nossa Senhora de Fátima. “Sou muito católica e a religião é muito importante para mim. Sempre adorei Portugal por causa de Nossa Senhora de Fátima. Depois, quando o Sporting me contactou, vi a oportunidade de conhecer Portugal e Fátima”, confessou Auriol, sem palavras para descrever o que sentiu quando pisou pela primeira vez o Santuário: “O meu sonho era chegar a Portugal e ir a Fátima e quando isso aconteceu foi incrível e maravilhoso. Um sentimento que vai ficar para a vida toda. Foi um momento muito importante para mim. A Fé é a coisa mais importante na minha vida. Não sei se era capaz de treinar sem o apoio de Fátima.”.