Associação da Comunidade Portuguesa de Pretória celebrou 53 anos de existência

0
19

O salão de festas da Associação da Comunidade Portuguesa de Pretória (ACPP) acolheu ontem, domingo 2 de Setembro, 390 pessoas para comemorar o quinquagésimo terceiro aniversário daquela colectivade.

 A sala estava primorosamente decorada com as cores da ACPP e o ambiente que ali se viveu foi de verdadeira celebração. Várias famílias juntaram-se, houve salutar e descontraído convívio entre todos, com crianças a correr entre as cadeiras e a brincar, pessoas a apresentarem os seus bebés e um ambiente de comemoração.

 O buffet do almoço foi aberto pelas 13h30, com os convidados a deslocarem-se a ele para se servirem. Consistia de vários pratos típicos da gastronomia portuguesa, com entradas de moelas e fígados guisados e asas de frango. Carne de porco à alentejana, feijoada, esparguete à bolonhesa, filetes de peixe, arroz branco e salada verde. Cada prato que compôs o buffet esta confeccionado na perfeição e vários foram os co-mentários a elogiar a comida servida.

 Já perto das 15h30, o actual presidente da ACPP, Mário Jorge, subiu ao palco para fazer um curto discurso.

 “Estimados comendadores, caros presidentes presentes e passados das várias agremiações, representantes da embaixada de Portugal. Estimados compatriotas e membros desta casa. À Comunicação Social”, começou por declarar Jorge, “bem-vindos mais uma vez a esta nossa celebração. A ACPP faz hoje 53 anos de existência. Esta casa tem uma vasta história, presente e passada. Durante o passar deste ano, infelizmente, mui-tos daqueles que ajudaram a construir e a fazer a história desta casa, faleceram. Eu não vou mencionar nomes para não errar e para não me esquecer de ninguém, mas por eles gostava de pedir um merecido minuto de silêncio.” Foi então observado um minuto de silêncio em memória dos sócios e dirigentes da ACPP que faleceram.

 “Como todos sabem o Passado foi construído com muitas dificuldades, mas as dificuldades do presente não são de maneira nenhuma menos difíceis, enfrentamos a desertificação da juventude, o crime e a situação económica deste país. Por esta razão não posso deixar de agradecer a todos aqueles que mesmo com estas dificuldades estiveram sempre a meu lado ajudando financeiramente e muitas vezes pessoalmente também.” Mário Jorge chamou depois ao palco vários membros e sócios do clube, mecenas e patrocinadores da instituição, para lhes entregar uma lembrança de agradecimento pela presença constante.

 O antigo presidente daquele casa, Américo Pimental, foi chamado ao palco para leiloar os dois bolos de aniversário da ACPP, ambos foram licitados pelo comendador Mário Ferreira e pela esposa Carla Ferreira, o primeiro por 20  mil randes e o segundo bolo por sete. Américo Pimentel agradeceu a Judite Gomes e a Carla Brunido pela confecção dos ditos bolos.

 A tarde foi concluída com dança, música e muito convívio em celebração dos 53 anos de existência da ACPP. Ajudada pelas muitas fotografias, antigas e mais recentes, que passaram nos ecrãs gigantes do salão e levaram à nostalgia e marcaram o tom da festa.