Argelino Brahimi leva o FC Porto à fase de Grupos da Liga Milionária

0
77
Argelino Brahimi leva o FC Porto à fase de Grupos da Liga Milionária

O argelino Brahimi, com um golo e uma assistência, foi a "chave" da vitória do FC Porto, por 2-0, sobre o Lille, que colocou os "dragões" na fase de Grupos da Liga dos Campeões de futebol.

 Apesar de "mandão" nos 90 minutos, houve momentos em que o conjunto de Julen Lopetegui revelou algumas dificuldades ofensivas, no que se deve contar com o acerto, desde metade do primeiro tempo, das linhas francesas, apesar de quase nunca terem feito perigar a baliza de Fabiano.

 Nesta partida da segunda mão do "play-off" da prova "milionária", os portistas so-maram a quarta vitória consecutiva em jogos oficiais desde o início da época, com a particularidade de ainda não terem sofrido qualquer golo.

 Julen Lopetegui apostou no mesmo "onze" com que venceu os franceses na primeira mão, com uma diferença no banco: a ausência de Tello (lesionado) e a presença de Quintero.

 Quanto ao Lille, sem poder contar com central Basa, o técnico René Girard optou por Rozehnal e, na frente, trocou Salomon Kalou, com queixas físicas nos ensaios, por Nolan Roux, que na primeira mão havia sido suplente utilizado.

 O FC Porto começou bem, pegou no jogo e, com trocas rápidas de bola, conseguiu boas transições ofensivas, encostando os franceses à sua área.

 Aos 10 minutos, após boa jogada na esquerda, a bola sobrevoou o campo de uma linha à outra e, da direita, Danilo cruzou de forma tensa para o segundo poste, onde Jackson Martinez falhou o desvio por pouco, apesar do esforço acrobático.

 O único momento de perigo junto das redes "azuis e brancas" aconteceu aos 29 minutos, mas uma atenta intervenção de Maicon salvou a situação, quando Nolan Roux se preparava para ficar com Fabiano apenas pela frente, após passe errado de Casemiro na sua intermediária.

 A seis minutos do intervalo, Lopetegui viu-se obrigado a gerir uma contrariedade, trocando Alex Sandro, provavelmente lesionado, pelo central Diego Reyes, colocando Martins Indi no corredor esquerdo.

 Após o intervalo, os portistas voltaram a entrar com velocidade e, depois de uma boa cabeçada de Herrera, aos 47 minutos, bem defendida por Enyeama, o argelino Brahimi (49) apontou com máxima eficácia um livre directo, inaugurando o marcador.

 Com o jogo aparentemente controlado, Lopetegui trocou Ruben Neves por Evandro (62), enquanto Girard substituiu Roux por Ryan Mendes (67).

 Sem grandes soluções, o Lille baqueou quando, aos 69 minutos, Jackson Martinez correspondeu com o segundo golo, rematando na passada, a passe de rotura bem medido de Brahimi.

 A última substituição portista, a cinco minutos do final, foi também forçada, por incapacidade física de Casemiro, substituído por Ricardo, que nem estava a aquecer, recuando Herrera para a posição de médio defensivo.