Apenas 15 escolas com média negativa a Português

0
164
Escola

EscolaApenas 15 escolas secundárias, num total de 599, tiveram média negativa no exame de Português B, quando em 2008 tinham sido 156, segundo dados oficiais ora divulgados.

Cerca de 97,5 por cento das escolas (584) obteve média positiva na mais importante prova de Língua Portuguesa do ensino secundário, contra 74 por cento no ano passado.

 O Conservatório de Música de Calouste Gulbenkian, em Braga, uma instituição pública, lidera a lista dos 10 estabelecimentos de ensino secundário com melhores resultados.

 A posição foi alcançada com uma média de exame de 15,80, numa escala até 20, em 14 provas realizadas. A média da nota atribuída pelo professor no final do ano ronda os 12,8 valores.

 Logo a seguir, está o Externato Flor do Campo, em Odivelas, com uma média de exame de 15,53 e de final de ano de 13,66.
 Mais duas escolas públicas figuram entre as 10 com mehores resultados a nível nacional, a Escola Básica e Secundária de São Roque do Pico, nos Açores, com uma média de exame de 14,96 e final de 14, e o Instituto de Odivelas, com médias de 14,28 e 13,45, respectivamente.

 Por oposição, a Escola Portuguesa da Guiné-Bissau foi a que registou este ano a média mais baixa, com 5,7 valores, em sete provas, seguido do Instituto Militar Pupilos do Exército, com 7,52 valores no mesmo número de provas.
 No entanto, quando se analisam as escolas em que se realizaram mais de 100 exames, os melhores resultados vão para o Colégio Nossa Senhora do Rosário, um estabelecimento privado do Porto, com média de exame de 14,72 e 105 provas concretizadas.

 Segue-se o Externato Ribadouro, também do Porto, com média de 14,12 nos 271 exames realizados, e a Escola Secundária Bocage (pública), em Setúbal, com média de 13,77 e 119 provas concretizadas.
 No extremo oposto, está a Escola Secundária José Régio, no Porto, com média de 9,53 a exame e 113 exames realizados.