António Pacheco, Nelson Reis e João Teixeira conquistam as primeiras posições no Torneio de Golfe

0
23
Torneio de Golfe

Torneio de GolfeRealizou-se na passada segunda-feira dia 22 de Novembro o Torneio de Golfe do BPI, competição que já granjeou a sua popularidade entre os jogadores da comunidade portuguesa, que se pode considerar, como fazendo parte do calendário dos golfistas.

 O torneio deste ano teve por palco o Glenvista Country Club e contou com a presença de 80 jogadores que se empenharam para atingir as primeiras posições.
 Para além da natural rivalidade entre os participantes uma vez mais prevaleceu a boa camaradagem e o são convívio.
 Condições climatéricas nada favoráveis, chuva muito intensa e ameaças de trovoada obrigaram a uma pequena interrupção.
 Passada a intempérie, o torneio teve o seu prosseguimento normal e por volta das 17:30 os jogadores regressaram às instalações do clube, onde lhes foi oferecido um coquetail, enquanto os membros da organização procediam à difícil missão de  contar pontos e encontrar o vencedor.
 No final foi servido um jantar de gala, que contou com presença de convidados, jogadores e familiares.
  Na sessão de discursos Ramiro Sebastião, reponsável pelo escritório de representa-ções do BPI usando da palavra, aproveitou para saudar a presença do primeiro secre-tário da Embaixada de Portugal em Pretória, dr Pedro de Almeida, em representação do Embaixador português e teve palavras de apreço para com os convidados, jogadores e clientes presentes.

 Aproveitou essa oportunidade para apresentar os membros da Direcção do BPI que se deslocaram propositadamente de Lisboa, o dr Jorge Albuquerque Ferreira, director da pasta de clientes não residentes e responsável pelo Balcão do BPI em Paris, dr.Fausto Manuel Reis, director dos cinco escritórios de representação do Banco bem como Idelfonso Vieira, responsável pela Banca Privada.   Eles vieram a Joanesburgo para contactar elementos da comunidade portuguesa e conviver com os clientes do Banco as emoções inerentes a um torneio de golfe desta natureza.
  Ramiro Sebastião aproveitou a oportunidade para agradecer a colaboração recebida por parte de Arménio Marto, que durante largos anos esteve a chefiar o escritório da África do Sul e que continua a prestar a sua leal colaboração.Também teve palavras de elogio para os seus mais directos colaboradores, entre eles Ângela Gomes e Tiago Ladeiras.

 Na fase mais importante da sua intervenção, Ramiro Sebastião afirmou: “Quero agradecer aos nossos clientes presentes e ausentes. Sem a a vossa lealdade ao BPI não estaríamos aqui a celebrar.. E antes de teminar quero desejar a todos os presentes, uma vez que o Natal e Ano estão perto, Boas Festas.”
 O dr. Jorge Albuquerque Ferreira  no uso da palavra afirmou:
 “É com grande satisfação que o BPI está aqui presente e é também para mim uma grande honra estar convosco neste momento.
 A nossa prioridade como Banco é a África do Sul, não esquecendo a nossa presença em Moçambique e Angola através do BCI e BPA.
 A grande aposta continua a ser a África do Sul. Há 40 anos que temos um escritório em Joanesburgo e recentemente, na Cidade do Cabo, abrimos um de corretores, para a venda de acções de empresas portuguesas e espanholas na África do Sul.
 Queremos dar prioridade ao triângulo África do Sul, Moçambique e Angola.
 Com orgulho posso afirmar de 21% dos nossos depósitos são originários dos emigrantes. São eles que mantém a Banca portuguesa estável com as suas remessas.

 O BPI para além do escritório de corretores na Cidade do Cabo, tem mais planos, mais arrojados, para o benefício da comunidade aqui residente.
 No tocante à África do Sul, estamos a negociar  com a Banca local, que na devida altura teremos a oportunamente e o prazer de revelar.
 Aproveito mais uma vez para agradecer a vossa lealdade ao BPI. É graças à lealdade dos nossos clientes  que afirmo com orgulho que há mais Portugal cá fora do que lá dentro.”
  De seguida, usou da palvra o dr. Pedro Almeida, primeiro secretário da Embaixada portuguesa e em representação do Embaixador, que de improviso e numa breve alucação afirmou:

 “Sinto-me orgulhoso por estar aquí e constantar  que os Bancos portugueses  não se esquecem do real valor dos emigrantes.
 Este torneio, este encontro neste jantar para a entrega dos prémios é uma prova disso. Quero felicitar o BPI por mais esta iniciativa em prol daqueles que vivem fora do país.”
  De seguida procedeu-se à entrega dos prémios e troféus. O primeiro lugar foi conquistado por António Pacheco; Nelson Reis alcançou a segunda posição da prova, enquanto João Teixeira levou o troféu correspondente ao terceiro lugar.
 Seguiu-se a sessão fotográfica e a tradicional “fotografia de família.”
 O jantar terminou com a sobremesa, esmerada em iguarias portuguesas.