Anceriz internacionaliza fábrica através de parceria accionista com empresa sueca

0
74
Anceriz internacionaliza fábrica através de parceria accionista com empresa sueca

Fernando Anceriz nascido em 1965 na África do Sul, filho de famílias com origens no Fundão, Beira Baixa, é um homem afável, empreendedor com um percurso profissional de excelência.

 Iniciou a sua carreira profissional na Anceriz Industries Pty Ltd, empresa que fundou em 1987, e dirigiu autonomamente até 2011, ano de grandes mudanças na sua Empresa, com instalações em Germiston, cidade vizinha de Joanesburgo.
 É pessoa atenta ao que se passa no Mundo mas com especial destaque para com o continente africano, uma vez que grande parte dos seus negócios assentam neste mercado.

 O seu sucesso é algo que foi e continua a ser conquistado neste grandioso percurso profissional. Estivémos à conversa com ele para conhecermos um pouco mais do seu sucesso.
 A instrução primária deu-se numa escola portuguesa sediada em Joanesburgo, o que lhe proporcionou conhecimentos suficientes para hoje falar e escrever correctamente Português, língua esta que o ajudou nos seus negócios.

 Desde muito novo e até concluir o 5º ano, sempre soube que a Engenharia iria fazer parte da sua vida, naturalmente que a escolha do curso deu-se sem reservas, tendo-se formado em Engenharia Industrial pela Universidade Wits Technikon em Joanesburgo.
 Após finalizar a sua formação académica, entrou no mercado de trabalho, sempre ligado à Engenharia, mas, foi em 1987 que deu o salto para, sozinho, se lançar no mundo tão exigente como é o empresarial, fundando a Anceriz Industries (Pty) Ltd, com sede em Germiston, África do Sul, na qual desempenhou as funções de director-geral.
 A Anceriz Industries Pty Ltd. tinha aproximadamente 30 funcionários e produzia equipamentos ligados à indústria mineira, nomeadamente produtos para a perfuração do solo, nomeadamente rochoso, e pesquisa de minério.

 Uma das suas principais preocupações sempre foi a qualidade dos seus produtos, a mão-de-obra qualificada e a rapidez na prestação do melhor serviço ao cliente, qualidades essas, que mais tarde saltaram à vista a uma empresa líder mundial no mesmo ramo de actividade. Pese embora, comercializassem outro tipo de produtos, mais vocacionados para a perfuração do solo. Com a fusão entre ambas, reuniram-se a extracção e a pesquisa, factores que proporcionaram a Fernando Anceriz o grande salto para a internacionalização.
 Durante largos anos, cerca de 10 a 12 anos, a Anceriz Industries (Pty) Ltd sofreu altos e baixos, assim como alterações em engenharia, resultado do objectivo primordial da empresa em prestar serviços a outras companhias e não focados em desenhar ou produzir.

 A produção ia ao encontro da pretensão dos seus clientes, sempre na área da engenharia, mas foi a preocupação e o rigor constante na qualidade que deram destaque à Anceriz Industries, conseguindo desta forma o consequente aumento da quota de mercado e o respeito dos seus clientes.
 Entre 2004 e 2005, foram sondados por várias empresas multinacionais para produção de equipamentos ligados ao ramo mineiro, culminando na oportunidade que obtiveram para a criação, produção e projecção dos seus produtos no mercado africano.
 Cobiçado por uma empresa sueca, a Driconeq, Fernando Anceriz viu a possibilidade de se internacionalizar e entrar num projecto global.
 Em 2008, a Driconeq efectuou uma prospecção de mercado a fabricantes deste ramo de actividade em vários continentes, percebendo rapidamente a importância da Anceriz Industries, consequência do seu excelente nível de qualidade bem como da quota de mercado adquirida, que culminou e reuniu as condições necessárias para uma parceria de sucesso.

 Após alguns anos de negociação e ajustamento de objectivos, foi a 17 de Agosto de 2011 que os intervenientes finalizaram o acordo, passando a empresa a chamar-se Driconeq Africa (Pty) Ltd.
 A fusão deu-se com a aquisição de acções de ambas as partes, sendo que a Anceriz Industries adquiriu acções da holding na Suécia e a Driconeq na Anceriz Industries. Desta forma, Fernando Anceriz passou a participar em todos os negócios a nível mundial, nomeadamente na distribuição e vendas, em países como Brasil, Chile e Austrália, onde possuem escritórios de representação.

 A Driconeq, como referido anteriormente, é uma empresa sueca, líder mundial em equipamentos de perfuração para as indústrias mineiras, fundada em 1995, acumulando ao longo destes anos, experiência neste ramo de actividade, nomeadamente na perfuração de solos e extracção de inertes.
 A combinação da Driconeq e Anceriz Industries dá lugar a um leque de produtos mais diversificados, assim como uma plataforma de distribuição altamente eficaz, para consumíveis de perfuração utilizados nas operações in-the-role e rotativos.
 Com esta fusão, a Driconeq Africa tem tido um crescimento sustentado, mantendo sempre o seu foco de negócio. Pessoal especializado, a satisfação e segurança dos seus clientes é regra primordial.

 A partilha sem reservas de conhecimento e tecnologia é algo que o eng. Fernando Anceriz cultiva com os seus colaboradores. Pessoal qualificado sempre foi e será uma das suas prioridades, assim como a constante actualização, quer em equipamento quer em pessoal.
 Contudo, a dificuldade em obter mão-de-obra altamente qualificada é algo com que se vai debatendo, e por isso mesmo a tal partilha de conhecimentos é indispensável.
 Estão então reunidas as condições para um sucesso ainda maior.
 A exportação para Africa é uma realidade, na ordem dos 85% de toda a produção.

 Países como Namíbia, Tanzânia, Moçambique, Zâmbia, Egipto, Senegal, Mali, Gana, Burkina Faso, Mauritânia e Guiné, país este que em termos de crescimento é o mais promissor, fazem parte do leque de clientes no continente africano, espectando em breve estar presente com equipas de vendas em novos países. Gana é pioneiro no modelo de parceria na exploração das minas para benefício do povo, tendo a participação do governo e de companhias privadas. Aquele país forma engenheiros e pessoal qualificado, não sentindo a escassez dos mesmos.
 A exportação para a Europa, Rússia, Ásia e América do Norte fica assegurada pela fábrica da Suécia. A presença com escritórios de representação em países como Brasil, Chile e Austrália também fazem parte da estratégia de mercado.

 A logística é uma preocupação primordial conseguindo desta forma combater a dificuldade em mercados mais longínquos, motivo pelo qual a globalização ter sido um dos objectivos na mira do Fernando Anceriz, que caminha a passos largos nessa direcção.  A abertura de escritórios na América Latina e na Austrália vão ajudar neste processo.

 Nos últimos 6 meses tiveram um incremento de 25%, pretendendo atingir os 40% até 2015, elevando a empresa, neste contexto, a outro patamar.
 Habitualmente expõem em feiras da especialidade, promovem palestras sobre as técnicas utilizadas, os produtos inovadores no mercado e sua explicação de manuseamento, face à complexidade de todo o processo.
 A extracção e a pesquisa do solo são duas das suas especialidades, que com a ajuda de um geólogo conseguem analisar a viabilidade da criação de uma mina no local pesquisado. Este processo de perfuração, intitulado de “circulação inversa” é o nicho de mercado responsável por 95% da produção, obtendo desta forma e a custo reduzido, uma amostra de excelente qualidade.

 A concorrência, como em todos os tipos de negócio, é uma realidade, sendo o mercado australiano o maior rival, mercado este pioneiro nos anos 80.
 Na opinião de Fernando Anceriz, a fusão com o grupo sueco foi soberbamente positiva na medida em que culminou numa maior projecção da empresa, assim como, numa maior oferta de produtos e conhecimentos, nomeadamente em novas tecnologias.
 Projectos não faltam a este homem empreendedor, estando na mira do negócio a expansão para uma fábrica de maiores dimensões com inauguração prevista para Outubro, um mês com bastante significado para Fernando Anceriz, precisamente o mês em que iniciou a sua aventura na área empresarial.

 O sucesso deste Empresário lusodescendente na África do Sul deve-se à sua preserverança e a uma rigorosa gestão orçamental.