Amantes da história dos Descobrimentos vieram de Lisboa visitar o Padrão de Bartolomeu Dias na Biblioteca da Wits

0
151

 A Novotours de Lisboa em colaboração com a Novo Mundo de Joanesburgo or-ganizou a viagem de um grupo de historiadores, professores catedráticos  e

membros de associações culturais portuguesas à África do Sul e Victoria Falls.

 O nome do grupo é “Group History” e o tema é a visita aos portos onde Bartolomeu Dias aportou desde a chegada à actual África do Sul  –  Orange River na fronteira com a Namíbia até perto de Port Alfred, mais precisamente no Great Fish River, antigamente baptizado de Rio do Infante e que foi o lugar de onde o Bartolomeu Dias decidiu voltar para Portugal para dar as boas notícias sobre a dobragem do Cabo.

 O grupo chegou à Cidade do Cabo no 18 de Janeiro e deslocou-se depois a Port Elizabeth de onde partiu para a região do Rio do Infante ou o The Great Fish River, sempre ilustrados por palestras alusivas aos acontecimentos dada pelo professor catedrático e historiador de renome dr. João Oliveira e Costa.

 Os turistas portugueses visitaram ainda Mossel Bay, onde Bartolomeu Dias aportou pela primeira vez na costa sul-africana (fez ontem, dia 3 de Fevereiro, 531 anos), todos os lugares históricos do Cabo onde a presença dos navegadores se conhece  – Cabo da Boa Esperança e Baia Falsa -, depois Cabo Agulhas, Mossel Bay, Jefferys Bay e Port Elizabeth.

 A chegada a Joanesburgo verificou-se no dia 24 de Janeiro e no dia seguinte, sábado, o grupo visitou o Soweto e o Museu do Apartheid, em Ormonde, tendo ainda deslocado-se à Universidade da Wits em cuja Biblioteca se encontra o original do Padrão colocado por Bartolomeu Dias em Kaihoek.

 Os visitantes seguiram depois para Victoria Falls para conhecerem o local da disputa dos ingleses que deu origem ao Ultimato e imaginarem os feitos dos descobridores portugueses.