África do Sul tem a terceira maior biodiversidade do mundo

0
134

 A África do Sul é um dos três países com a maior biodiversidade do mundo, juntamente com o Brasil e a Indonésia.

 “Somos, portanto, um dos países mais ricos em termos de diversidade de plantas e animais (marinhos e terrestres) e níveis de endemismo. Embora seja difícil quantificar a contribuição da nossa biodiversidade para o nosso bem-estar económico, social e espiritual, é geralmente aceite que essa contribuição é significativa e essencial à nossa saúde e bem-estar”, disse a ministra do Ambiente, Florestas e Pescas, Barbara Creecy.

 A governante discursava na abertura da 10ª Conferência de Pesquisa Oppenheimer em Randjiesfontein, Midrand, que se realizou sob o tema ‘Promover a Conservação Consciente’.

 “O nosso Plano Nacional de Desenvolvimento reconhece essa riqueza em biodiversidade e exige que se deixe às gerações futuras um legado ambiental de valor pelo menos igual ao que temos agora”, salientou Barbara Creecy.

 “Nesse sentido, embora ainda não estejamos a cumprir as metas internacionais, a nossa área de conservação está a crescer, tanto em terra como no mar”, salientou.

 A África do Sul anunciou recentemente 20 novas Áreas Marinhas Protegidas e, segundo o governo, os novos ‘parques oceânicos’ aumentaram a área do ecossistema marinho do país, sob protecção, em 1.250% da noite para o dia – de 0,4% para 5,4% dos oceanos do país.

 “Ao contrário de muitos dos nossos parques de caça, os parques oceânicos foram identificados cientificamente e protegem 90% dos habitats marinhos”, referiu Barbara Creecy.

 “Em termos de prioridades do governo, os parques oceânicos não apenas protegem a rica biodiversidade marinha, mas também contribuem para a sustentabilidade das actividades pesqueiras e da indústria pesqueira – um exemplo perfeito de desenvolvimento sustentável, elaboração de políticas de base factual e dos resultados alcançados pela iniciativa Economia dos Oceanos”, afirmou a ministra

 A Conferência de Pesquisa Oppenheimer presta assistência a pesquisas inovadoras e parcerias estratégicas que reúnem as melhores práticas na área da inovação ciêntifica ambiental em África.