África do Sul inicia estudos para 3 linhas de alta velocidade

0
152
TGV

TGVO governo sul-africano anunciou que vai iniciar estudos de viabilidade sobre três ligações ferroviárias de alta velocidade.

 Segundo o ministro dos Transportes, Sbu Ndebele, o primeiro troço a ser equacionado será entre Joanesburgo e Durban, numa distância de cerca de 600 quilómetros e um dos trajectos com mais movimento de passageiros e
mercadorias de todo o país.
 Os outros trajectos identificados pelo governo para serem servidos por comboios de alta velocidade no futuro são Ci-dade do Cabo-Joanesburgo (1.500 quilómetros) e Joanes-burgo-Musina (cerca de 500 quilómetros), que é a porta de saída para o Zimbabwé e os países situados a norte da África do Sul.

 Sbu Ndebele salientou que os estudos de viabilidade da ligação ferroviária de alta ve-locidade entre Joanesburgo e Durban levarão pelo menos seis meses a concluir.
 "É importante começar pelo corredor de Durban pois ele é o mais movimentado do hemisfério sul, quer em valor quer em tonelagem", disse o governante.

 Ndebele afirmou que o seu governo considera fundamental avançar para ligações ferroviárias de alta velocidade com vista a criar condições para o desenvolvimento do país e da região austral do continente como um todo.
 O ministro falava durante a inauguração de uma estação ferroviária subterrânea, construída sob o centro comercial de Bridge City, na cidade de
Durban, e que servirá 40 mil utentes por dia.