Actividades da Universidade Sénior Boa Esperança na África do Sul

0
67
Universidade Sénior

Universidade SéniorA comendadora Manuela Rosa, directora da Universidade Sénior Boa Esperança, enviou ao “Século de Joanesburgo” uma carta de agradecimento à divulgação que o nosso Jornal tem feito às actividades da USBE.

  Na sua missiva refere à evolução desse projecto da Liga da Mulher Portuguesa na África do Sul que “neste momento conta com mais de 140 membros, 80 dos quais em presença frequente, muitos em mais do que um curso”.
  Recorda que a USBE iniciou as suas actividades em Pretória em Março de 2009 e está também a dar os primeiros passos nas seguintes localidades:
Joanesburgo – com a colaboração do cônsul-geral de Portugal, nomeadamente na cedência de espaço para realização das aulas de computadores. Também já se realizaram um curso de bordados bem como sessões esporádicas de culinária e doçaria. Terá início a partir de Janeiro próximo um curso de Língua e Cultura Portuguesa. Recentemente a USBE recebeu a possibilidade de utilizar as instalações do Colégio Verney. Está-se à procura de alguém de coordene o trabalho nessa área de Joanesburgo.

Vanderbijlpark – A Associação Portuguesa de Futebol, Cultura e Recreio de Vanderbijlpark é a promotora da USBE naquela cidade do Vaal Triangle. Já iniciaram um curso de ginástica e organizaram um curso de computadores que não teve continuidade devido à sede ter sido assaltada e terem roubado os mesmos.
Cidade do Cabo – Estão em fase de sondagem de interesses.
  Portugueses de outras localidades manifestaram muito interesse em participar neste projecto.
Pretória – Estão a decorrer os cursos de iniciação ao uso de computadores, golfe, língua e cultura portuguesas, francês, pintura em tecido, artesanato com missangas, sessões de culinária e doçaria e formação de um grupo coral. Já se realizaram também cursos de bordados e sessões de saúde. As aulas têm lugar, na sua maioria, na sede da Liga na ACPP.

  Manuela Rosa enfatisou que “este projecto comunitário, sem fins lucrativos, é levado a cabo por membros voluntários. Por isso nem sempre temos professores para todas as disciplinas pretendidas pelos alunos”.
  Sobre a língua e cultura portuguesa, a directora da USBE salienta que “está a funcionar um curso de aperfeiçoamento e actualização do português escrito e falado já muito esquecido e influenciado pela língua do país de acolhimento. Este curso é orientado com base no pacote “Mala de aprendizagem” (que consta de um manual escolar, um dicionário e um DVD) criado pela Secretaria Regional da Educação da Região Autónoma da Madeira, que sempre se tem prontificado para nos enviar mais exemplares sempre que são necessários a fim de apoiar a universidade dos séniores”.
  Este curso é frequentado por cerca de 20 alunos e, segundo as sondagens da USBE há dezenas de pessoas interessadas noutras localidades.
  Observou ainda que “os interesses dos alunos que querem frequentar os cursos de língua e cultura portuguesa dividem-se em três grupos:
– alfabetização: cidadãos portugueses que sairam de Portugal sem terem tido acesso à escolarização;
– aprendizagem do português como língua estrangeira;

– aperfeiçoamento e actualização.
  A 28 de Novembro, para assinalar o termo do ano lectivo, haverá um almoço comemorativo seguido de variedades, sendo entregues os certificados de frequência dos cursos de 2009 e 2010. Estará patente uma exposição de trabalhos realizados e será prestada homenagem aos portugueses que chegaram a este país há mais de 40 anos.