ACPP e Casa Social da Madeira festejaram à sua maneira a entrada em 2018

0
191

 Dando continuidade a uma tradição de longa data, a comunidade portuguesa de Pretória voltou a festejar à sua boa maneira, a noite de passagem de ano, com autênticas explosões de alegria ao bater a meia-noite, na ACPP e na Casa Social da Madeira, na esperança do novo ano que entrara, venha a ser nos diversos âmbitos de felicidade para todos, votos formulados no tradicional brinde com o champanhe distribuído pelas mesas, pelos que em alegria conviviam nestas duas colectividades lusas da capital.

 Enquanto na ACPP a festa dessa noite intitulada de Bol-lywood, decorria como ultimamente tem acontecido em dois lados e se prolongou até ao amanhecer, no salão nobre abrilhantada pela “8th Avenue Band”, e no espaço dedicado à juventude pelo “DJ Tigz”, e pelo entusiasmo com que foi vivida, a pista de dança se tornar no salão, em certas al-turas pequena para a diversão dos inúmeros foliões, que nesta passagem de ano se divertiram a seu belo prazer, enquanto no outro lado dedicado aos mais jovens, a alegria foi uma constante arte ao romper da aurora.

 Na Casa Social da Madeira a euforia foi uma constante pela noite adiante, no baile proporcionado pela qualidade da música que se seguiu à actuação do consagrado artista “Bryan Wilson” a convidar até os mais pacatos a um pé de dança, euforia que viria a ser uma constante até ao romper da aurora, bem de acordo com o que ao longo dos anos vem acontecendo na noite intitulada de S. Silvestre, nesta colectividade madeirense, onde a euforia primou como constante até alta madrugada.

 Antes da meia-noite dirigiram-se na ACPP aos presentes, os presidentes da Direcção, Mário Jorge, e o da Assembleia-Geral, comendador Mário Ferreira, ambos baseando as suas palavras em agradecimentos a ajudas que tiveram durante o ano que findava aos sócios e amigos desta Associação ali presentes naquela noite, aos membros directivos de cada órgão, aqui com destaque como referiu Mário Jorge para Américo Pimentel e José Rodrigues, Carlos Calado e família, Dehan, Bernice e Clive, na ajuda que lhe têm dado.

 Focou por outro lado o grande trabalho da presidente da comissão de festas, Carla Ferreira e Peter Mathew na preparação do salão para essa grande noite, assim como de outros grandes eventos ao longo do ano, não esquecendo por outro lado os empregados que na cozinha prepararam o “self-service” para o jantar dessa passagem de ano, bem assim dos que asseguraram o serviço de bar, não sendo do mesmo modo esquecidos os que ao longo do ano patrocinaram os almoços mensais realizados no restaurante da colectividade, aqui com destaque para o grande apoio que durante o ano sempre teve do comendador Mário Ferreira, a todos sem distinção se mostrando reconhecidos e desejando as maiores felicidades para o novo ano de 2018.

 Na Casa Social da Madeira e perante a euforia ali vivida, foram os votos de ano novo próspero a todos os que escolheram essa colectividade para li festejar a noite de S. Silvestre, formulados pelo presidente da direcção dessa agremiação madeirense, Sa-muel da Silva, um líder que não escondia a sua enorme satisfação pelo sucesso verificado, onde a alegria era visível em todas as pessoas ao longo da noite.

 Samuel da Silva algo orgu-lhoso pelo bom trabalho que tem sido feito na colectividade a que preside, graças ao empenho dos elementos que o acompanham, aproveitou para na sua intervenção agradecer a colaboração que nestes últimos anos lhe fora prestada pelos membros da sua Direcção, destacando nesse prisma e em relação a esta festa de passagem de ano, o apoio dos membros directivos que o acompanham, na confecção da comida para o “buffet” e decoração do salão para essa noite, fazendo votos para que tudo possa continuar com o mesmo espírito para o novo ano em que se iria entrar, a todos ali presentes e suas famílias desejando um feliz ano novo.