ACP de Pretória prepara regresso do seu rancho folclórico à actividade

0
103
ACP de Pretória prepara regresso do seu rancho folclórico à actividade

Depois de paralisado há mais de meia dúzia de anos, começa-se a pensar a sério no regresso do rancho folclórico da ACP de Pretória à actividade, sendo com essa finalidade iniciados contactos pelos directores incumbidos de tal, com ex-membros do agrupamento, tocata e dançarinos, e outros que o queiram integrar, a fim de com a brevidade possível se começarem os ensaios, em princípio apontados para sextas-feiras à noite, de modo a não interferirem com o regresso de alunos no dia seguinte às suas escolas.

Assim, pedem-nos esses directores, para por intermédio do nosso Jornal, ser lançado o convite aos ex-componentes e outros jovens interessados em integrar o agrupamento, o favor de contactarem para o efeito, Paulo Ferreira pelo cel. 082 575 9197, e e-mail: paulf@engsvs.co.za; Dimitri Kourantas cel. 076 129 2715 e e-mail:

dimitri@pesca.co.za e Igor Figueiredo cel. 072 577 1671 e e-mail:

igorjb@live.co.za.

 Recorda-se que iniciado em Junho de 1979, então apadrinhado pela jornalista Vera Lagoa, este rancho folclórico, praticamente sempre ensaiado por Maria Araújo, uma conhecedora a fundo da nossa cultura popular, teve no seu historial, actuações de muito valor e alto significado, deixando por onde passou a melhor das impressões e motivos para elogios ao modo como se exibia e alegria das suas danças, com os seus garridos trajes a obedecerem aos usados nas várias regiões de Portugal, se bem que mais acentuado no típico minhoto.

  É um regresso que se saúda, pois além de interpretado como mais-valia para o nosso folclore na África do Sul, onde infelizmente são cada vez mais ranchos a ficar pelo cami-nho, é um valioso tributo à mais antiga colectividade lusa de Pretória, daí a ACPP ser com isso consi-derada hoje a casa-mãe das agremiações portu-guesas na capital sul-africana.