Academia do Bacalhau do Cabo dedicou tema de convívio à pandemia de covid-19

0
113

Teve lugar em franco ambiente de confraternização o primeiro almoço da Academia do Ba-calhau da Cidade do Cabo, na quarta-feira, na Associação Portuguesa, após um longo período sem actividades devido às restrições causadas pelo coronavírus.

  O almoço reuniu cerca de 70 convivas entre os quais o cônsul-geral de Portugal naquela cidade, José Carlos Arsénio. Estiveram também presentes o Padre Ivaldo, capelão da paróquia de St Agnes, Egídio Cardoso, conselheiro da Comunidade para a Madeira.

  O menú constou de caldo verde, bacalhau cozido com grão e naatas do Céu, uma sobremesa tipicamente caseira.

  O tema foi dedicado à pandemia de covid19.

  O cônsul de Portugal usou da palavra evocando as dificuldades com que a comunidade se debate, saudando os compadres infectados que entretanto recuperaram com sucesso. Em seguida pediu um minuto de silêncio em homenagem póstuma pelos quatro portugueses que não resistiram à pandemia.

  O almoço continuou em bom ambiente de solideriedade e nesse sentido, foram leiloados três bacalhaus graúdos com licitação que ultrapassaram todas as espectativas. Foram angariados mais de 10 mil randes.

  A Academia do Bacalhau contribuiu com 50 randes por entrada para a Associação Portuguesa, visando ajudar os custos de manutenção.

  O próximo almoço está agendado para 18 de Outubro, que coincide com aniversário dos 52 anos da sua existência.

  Agradecimentos ao Carlos Aguiar que usou da sua classe esforço e solidariedade para o sucesso deste almoço.