Academia do Bacalhau de Pretória ultrapassou em Abril o sucesso do convívio mensal anterior

0
97
Academia do Bacalhau de Pretória ultrapassou em Abril o sucesso do convívio mensal anterior

Ultrapassou a centena de presenças, o convívio mensal organizado pela Academia do Bacalhau de Pretória, realizado na tarde de terça-feira última, 11 de Abril, no restauran-te da ACPP, entre os quais a presidente do conselho de administração do Grupo Século, comendadora Paula Caetano, o director do jornal “O Século de Joanesburgo”, Varela Afonso, os comendadores Gilberto Martins, Joe Quintal e José Nascimento, os presidentes da Casa Social da Madeira, Samuel da Silva; a dos “Lusíadas”, Paula de Castro, e o da Casa do Benfica, Lino Faria.

 A abrir o convívio usou da palavra o presidente desta Academia do Bacalhau, comendador Mário Ferreira, para a todos saudar e agradecer a presença de cada um ali naquela tarde, deixando ao critério de quem o desejasse, a oferta de qualquer donativo no convívio, em que segundo as regras das Academias do Bacalhau, não se deve falar de política, religião ou desporto, e nomear “carrasco”, para aplicação das multas da praxe Américo Pimental.

 Ao dar a palavra a quem ali desejasse intervir, usou em primeiro lugar de curto improviso o industrial José Gonçalves, de Joanesburgo, para se referir ao motivo que originou o seu atraso, e fiel à palavra, como havia prometido, não podia deixar de ali marcar presença no almoço, assim como participar com algum donativo destinado a ajudar a cobrir as despesas, conforme de seguida ali anunciado por Mário Ferreira de vinte mil randes, quantia essa que juntou para esse fim, aos vinte e cinco mil dos “sponsors” da refeição, Chris Metelerkamp e Theuns Van Schalkurk.

 De seguida foi dada a palavra ao comendador Gilberto Martins, para na sua intervenção, depois de a todos saudar e se mostrar surpreendido pelo número de pessoas que ali conviviam, sem a aderência das quais não seriam possíveis as obras que se verificam numa colectividade, que como acentuou conhece desde muito jovem, aproveitando para por outro lado desejar a Mário Ferreira e toda a equipa que o acompanha na Direcção desta tertúlia, as maiores felicidades no mandato, pelo que fazem a favor de quem mais precisa na comunidade, como ali era o caso.

 Antes do leilão ali feito por Mário Ferreira do whisky oferecido com essa finalidade, algum dele entregue por José Gonçalves, cuja receita, a juntar à colecta pelos presentes no almoço, e às multas da praxe ali aplicadas por Américo Pimentel, terão rondado na totalidade os cem mil randes, foram entregues os diplomas aos novos membros des-ta Academia, ali presentes, Chris Kyritsis, Albertino Marques, Paulo Ferreira, Cláudio Araújo, José Cortizo (Pepe), e Aníbal de Freitas.

 Ao dar por encerrado o convívio com o respectivo “gavião do penacho”, Mário Ferreira ofereceu três garrafas de whisky colocadas pelas mesas, à disposição dos compadres e amigos que ali conviViam.