Academia do Bacalhau de Joanesburgo angaria 15.000 randes para a compra de carteiras para escola

0
88
Academia do Bacalhau de Joanesburgo angaria 15.000 randes para a compra de carteiras para escola construída pela Helpo em Pemba

No convívio da Academia do Bacalhau de Joanesburgo realizado na passada quinta-feira na Adega de Bedfordview, foram entregues cheques no valor de 92.500 randes, dos quais  30.000 randes destinam-se à Casa do Gaiato em Maputo, a enviar em breve para Moçambique, 25.000 randes ao Lar de idosos Nossa Senhora de Fátima em Benoni, que será entregue à instituição beneficiária pelo compadre João Carreira, 12.500 randes à directora do Bienvenue Shelter,  Adília de Sousa, 12.500 randes à directora da casa dos idosos Ebenezer em Linmeyer, Fernanda Varandas e igualmente 12.500 randes a Carlos Pires, do Grupo de Caridade Madre Teresa da Igreja de St. Patricks, em La Rochelle.

 O almoço foi liderado pelo vice-presidente José Contente, que depois do habitual gavião de penacho de abertura, deu as boas vindas ao convidado do compadre Ivo de Sousa, o conhecido músico Toni Brito e ao professor Carlos Almeida que, conforme noticiado na nossa última edição, deslocou-se de Moçambique a Joanesburgo  para agradecer, em nome da organização não governamental portuguesa Helpo, a ajuda financeira prestada pelas comadres e compadres da Academia do Bacalhau para a construção de uma escola na aldeia de Silva Macua, também conhecida por Salaué, que fica a 83 quilómetros da cidade de Pemba, capital da província moçambicana de Cabo Delgado.

 Depois da sopa e antes do bacalhau ser servido, teve a palavra o professor Carlos  Almeida, que mostrou a todos presentes as fotografias da escola antes e depois de construida, para que as comadres e compadres tivessem conhecimento que a sua ajuda financeira foi para uma boa causa, que vai mudar a vida a muitas crianças, até agora privadas de ensino.

 Carlos Almeida pediu que fossem leiloadas três camisolas autografadas por todos os jogadores dos três maiores clubes actualmente em Portugal, Benfica, Porto e Sporting, para que a receita proveniente deste leilão possa ser aplicada na compra de mais carteiras escolares.

 João Carreira foi o leiloeiro, tendo o próprio professor Carlos Almeida ficado com a camisola do Porto pela quantia de 3.000 randes, oferta que vai fazer ao seu Pai, Paulo Mariano por 3.500 randes ficou com a do Benfica e o compadre José Contente com a do Sporting por R3.500.

 O benfeitor desta Academia do Bacalhau, Paulo Mariano, ofereceu para a escola de Pemba a quantia de 5.000 randes, o que totalizou, com o leilão efectuado, o montante de 15.000 randes, que se destinam à compra de mais car-teiras para a escola de Pem-ba.

 Em seguida, José Contente entregou o Diploma de Com-padre ao agora já compadre Carlos Almeida, acompanha-do com um gavião de penacho.

 O carrasco José Santos  não deixou passar nenhuma infracção, e tendo em mente de que não existem títulos entre compadres, multou o compadre Ivo de Sousa com uma garrafa de Porto, por chamar a comadre Teresa de Sousa por “a minha mulher”. O compadre José Contente foi multado com uma garrafa de whisky, por chamar a cidade de Pemba como Porto Amélia, onde cumpriu o seu serviço militar. Paulo Mariano também foi penalizado com uma garrafa de Porto e, finalmente João Carreira, por falar de-mais e estar sempre a interromper a sentença do carrasco.

 O Compadre Ivo de Sousa, que estava acompanhado pela sua esposa Teresa, disse que no dia 16 de Abril de 2015, que é uma quinta-feira, faz 50 anos que chegou à África do Sul, convidando todos  os presentes para o almoço da Academia Mãe nesse dia.

 Antes de terminar o almoço, José Contente mencionou o nome do benemérito John de Araújo, que ofereceu os leitões para a festa de Natal do Lar de Idosos Rainha Santa Isabel, que se realizou ontem nas instalações da SPB em Albertskroon.

Existem ainda pessoas que, muitas vezes ficam no anonimato, apesar de muito terem dado e continuar a dar, sem esperar nada de volta.