Academia do Bacalhau congrega apoios para o Lar da Beneficência

0
56
Academia do Bacalhau congrega apoios para o Lar da Beneficência

Novos apoios para o Lar de Idosos da Sociedade de Beneficência foram anunciados durante o convívio da Academia do Bacalhau de Joanesburgo, realizado na passada quinta-feira na Adega de Bedfordview.

O compadre José Luis Rodrigues revelou que, uma vez por mês e durante 12 meses, os compadres da Academia do Bacalhau irão ter um almoço de confraternização com os residentes do Lar, iniciativa que conta com o apoio financeiro de um patrocinador.

 Por seu turno, o compadre José Valentim avançou com a ideia de fazer no Lar da SPB um almoço com portugueses de todas as geografias, do Minho ao Algarve e da Madeira aos Açores, para provar que “ninguém correu com ninguém”, mas que a nova composição dos órgãos sociais da Beneficência foi o resultado de eleições de-mocráticas. Na sequência desta proposta, o comendador Ivo de Sousa, natural da Região Autónoma da Madeira, ofereceu-se para patrocinar esse convívio.

 Durante a sua intervenção, José Valentim elogiou a dinâmica da nova presidente da Direcção da Sociedade de Beneficência, Isabel Policarpo, e deu ainda conta das conclu-sões resultantes da visita de uma delegação de compadres da Academia, liderada pelo presidente honorário da tertúlia, Adriano Leão, à Enferma-ria do Lar de Idosos, onde foi feito, pelos compadres Tony Saramago, Rudy Gallego e José Luis Rodrigues, um levantamento das necessidades mais urgentes para a melhoria do funcionamento daquele departamento. Obras nos quartos e remodelação das casas de banho, requalificação das lavandarias, instalação de depósitos com produtos de higienização nos corredores da enfermaria, aquisição de camas especiais e de equipamento de assistência médica e uma nova metodologia na administração de medicamentos foram os pontos mais em foco.

 José Valentim, que representou a SPB na reunião das instituições de solidariedade social portuguesas realizada quarta-feira no Consulado de Portugal em Joanesburgo, referiu que propôs naquele encontro, a uma funcionária superior do Ministério sul-africano do Desenvolvimento Social, a assinatura de um protocolo entre os hospitais públicos e a Beneficência que privilegias-se visitas domiciliárias re-gulares de médicos do Estado à Enfermaria do Lar.

O convívio de quinta-feira da Academia do Bacalhau foi fértil na entoação de gaviões de penacho em honra dos aniversariantes da semana. Cantou-se pelo presidente da Academia, José Manuel Sampaio, naquela data ainda ausente na Austrália, pela comadre Luisa Fragoso, cônsul-geral de Portugal, e por Michelle Rodrigues, filha do compadre José Luís Rodrigues. O primeiro gavião de penacho foi para Patrícia Lemos, namorada do jovem compadre Michael Gillbee, também membro fundador da Aca-demia Jovem, que se  encontra de férias na África do Sul e que naquele dia celebrava o seu 27.ºaniversário. Michael justificou ter levado a sua namorada ao convívio da Academia naquele dia de aniversário por considerar a tertúlia como a sua segunda família.