A Selecção de Portugal goleou Luxemburgo e cumpriu programa de Paulo Bento

0
88
A Selecção de Portugal goleou Luxemburgo e cumpriu programa de Paulo Bento

A Selecção de Portugal goleou Luxemburgo e cumpriu programa de Paulo BentoA seleção portuguesa de futebol goleou o Luxemburgo, por 5-0, naquele que acabou por ser um teste bastante positivo para o confronto com o Chipre, antepenúltimo na fase de qualificação para o Euro2012.

 Ainda sem grande ritmo e sem forçar muito, a equipa das "quinas” teve a paciência necessária para esperar a quebra de rendimento dos luxemburgueses, para ir avo-lumando um resultado natural frente à 128.ª seleção do Mundo.
 Hélder Postiga (25 minutos), Cristiano Ronaldo (44), Fábio Coentrão (47) e Hugo Almeida (58 e 73) fizeram os tentos de Portugal cerca de um mês antes de defrontar o Chipre.

Com este triunfo, Portugal aumentou para cinco os triunfos sobre o Luxemburgo neste século, somando 22 golos marcados e zero sofridos.
 No último encontro de preparação antes dos três últimos encontros de qualificação para o Euro2012, o “onze” do selecionador Paulo Bento teve algumas surpresas, como as entradas de André Santos, que se estreou a titular e de Danny.
 Na primeira parte, frente a uma equipa com 11 jogadores atrás da linha da bola, Por-tugal sentiu muitas dificuldades para construir jogo, mostrando-se com um ritmo ainda baixo, natural nesta fase da temporada.

 A equipa das “quinas” acabaria por chegar ao golo aos 25 minutos, num lance em Ronaldo tentou furar, caiu à saída do guarda-redes, mas a bola sobrou para Hélder Postiga, que, com um excelente pormenor técnico, tocou a bola por cima da defesa contrária.
 Antes do intervalo, Cristiano Ronaldo tornou-se no quinto melhor marcador de sempre da Selecção portuguesa, ao apontar o 27.º, na marcação de um livre.

 Já sem o capitão em campo, seria outro jogador do Real Madrid a marcar o terceiro de Portugal. Num pouco habitual golpe de cabeça, Fábio Coentrão fez o seu primeiro tento pela Seleção, aos 47 minutos, após cruzamento de João Pereira.
O melhor momento da partida aconteceu aos 58 minutos, quando Hugo Almeida, de fora da área, desferiu uma “bomba” de pé esquerdo ao ângulo da baliza do Luxemburgo.

 Um minuto depois de Coentrão ter atirado ao poste, Hugo Almeida bisou aos 73, após um cruzamento perfeito de Nani.
 Aos 84 minutos, na única vez em que foi obrigado a aplicar-se, Rui Patrício fez uma excelente defesa, a remate de Kitenge.