A Presidente do Brasil está em Portugal

0
111
A Presidente do Brasil está em Portugal

A Presidente do Brasil, Dilma Rousseff, encontra-se hoje, segunda-feira à tarde em Lisboa com o Presidente da Re-pública português, Cavaco Silva, e com o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho.

 Segundo a agenda oficial disponível no site da Presidência do Brasil, o encontro entre Dilma e Cavaco está marcado para as 17:10 no Palácio de Belém e deverá durar menos de uma hora.

 Pelas 18:30, Dilma Rousseff terá uma reunião de trabalho com Passos Coelho, na residência oficial do primeiro-ministro português.

 Na sua segunda visita oficial a Portugal, que coincide com o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, a Presidente brasileira estará na cerimónia de entrega do Prémio Camões a Mia Couto, no Palácio de Queluz.

 Depois da cerimónia, Dilma Rousseff participará num jantar oferecido pelo Presidente Cavaco Silva, antes de seguir, ao fim da noite de segunda-feira, de regresso ao Brasil.

 A primeira viagem da Presi-dente do Brasil a Portugal aconteceu em março de 2011, numa visita oficial de três dias que foi encurtada devido ao falecimento do ex-Vice-Presidente brasileiro, José Alencar.

 Na ocasião, Dilma Rousseff assistiu à cerimónia de atribuição do doutoramento ‘honoris causa’ ao ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na Universidade de Coimbra, mas acabou por cancelar os encontros com o Presidente Cavaco Silva, com o primeiro-ministro demissionário José Sócrates, e com o então presidente do Parlamento, Jaime Gama.

 Dilma Rousseff esteve em Portugal também em junho de 2010, enquanto candidata à Presidência do Brasil pelo Partido dos Trabalhadores (PT), no âmbito de uma visita à Europa.

 A Presidente do Brasil, Dilma Rousseff, reuniu-se ontem com o secretário-geral do PS, António José Seguro, num hotel de Lisboa, anunciou o gabinete de imprensa dos socialistas.

 

* Apoios à exploração de petróleo brasileiro

 

 As grandes infraestruturas e o apoio à exploração petrolífera, nomeadamente em plataformas, são alguns dos sectores onde o Brasil vai precisar de “muito apoio externo”, considerou o presidente da Câmara de Comércio e Indústria Luso-Brasileira, António Bustorff.

 Em entrevista à Lusa, e questionado sobre as áreas onde seria mais fácil para as empresas portugueses entrarem no Brasil, Bustorff respondeu que “o momento favorece áreas ligadas a projectos de engenharia associados a grandes infraestruturas.