14 parques nacionais de vida selvagem sul-africanos entre os melhores do mundo em 2019

0
142

Os parques nacionais de vida selvagem na África do Sul dominam a lista dos melhores parques de safari de 2019, com 14 parques na lista dos 50 melhores.

 Mais de 25% dos 50 melhores são parques sul-africanos. A África do Sul conta também com dois parques no Top 10 – Mala Mala Game Reserve e Sabi Sands Game Reserve.

 O Kruger National Park, o Madikwe Game Reserve e o Phinda Game Reserve ocupam o 18º, 19º e 20º lugares, respectivamente.

 O SafariBookings.com, um mercado online de safaris no continente africano, divulgou a edição de 2019 da pesquisa que determina anualmente os 50 melhores parques de safari em África.

 A análise detalhada tem por base cerca de 2.400 avaliações feitas por turistas e especialistas em viagens turísticas no continente.

 O vencedor da edição deste ano é o Parque Nacional Serengeti, na Tanzânia, mais conhecido pelo grande volume de animais que podem ser observados no parque.

 “O Parque Nacional Serengeti, na Tanzânia, é o melhor parque de safari em África, de acordo com a nossa análise. Este parque impressiona com o grande número de animais e a variedade de espécies de vida selvagem que habitam dentro das suas fronteiras”, disse a organização.

 “A abundância de predadores e a espectacular migração de boi-cavalo são mais dois cartões de visita do Serengeti”, salientou.

 No segundo lugar da classificação encontra-se o parque nacional de Mana Pools, no Zimbabwé.

 Neste paraíso de vida selvagem, a canoagem é o método mais utilizado para observar os animais.

 A forte presença da África do Sul na prestigiada lista é um indicador do elevado número de visitantes e de áreas protegidas existentes no país.

 Classificada como o terceiro melhor parque de África, a re-serva de Mala Mala, de propriedade privada, tem a reputação de ser um ponto de excelente observação da vida selvagem e de oferecer acomodação de primeira classe.

 O estudo foi elaborado a partir de um total de 1.363 comentários enviados por turistas de safari, oriundos de 72 países, e 1.010 avaliações elaboradas por especialistas do sector, referiu o site.