O Século Online

Roxo Law

Paramount Trailers

Século Triweb Printers

Guarda-redes Júlio César e Benfica acordam rescisão
04-Dez-2017
Guarda-redes Júlio César e Benfica acordam rescisão

O guarda-redes internacional brasileiro Júlio César, de 38 anos, comunicou na terça-feira a saída do Benfica, numa mensagem emotiva publicada pelo clube nas redes sociais, em que o futebolista diz que a “viagem terminou”.

  “Agradecer em meu nome e da minha família pelo carinho, admiração, parceria, a viagem para mim terminou aqui, mas vocês continuam, podem ter a certeza que vão ter aqui um ‘cara’, parceiro, companheiro, torcendo muito por cada um de vocês”, disse o jogador, num vídeo do Benfica.

  Na publicação, Júlio César surge no balneário dos ‘encarnados’, dirigindo-se a todos os companheiros de plantel, num momento em que também estava presente a equipa técnica, com Rui Vitória e Pietra, e o secretário técnico Sheu Han.

  “É uma decisão difícil para mim, há um mês que eu venho pensando, e agradecer a cada um de vós, que está aqui dentro, nesse balneário, nessa viagem”, disse o jo-gador, num discurso ‘cortado’ por lágrimas.

  O guarda-redes falou nos três anos e meio ao serviço do Benfica, ao qual chegou em 2014, como jogador livre.

  “Só quem veste é que sabe o quanto gratificante é participar deste clube, principalmente ganhando títulos, que eu juntamente com vocês, e outros que foram em-bora, é uma página na minha vida que eu vou lembrar sempre”, assinalou.

  O Benfica disse também, na sua página oficial, que o clube e o jogador “acertaram a rescisão do contrato” que os ligava até ao final da época.

  Nos três anos e meio de Benfica, Júlio César conquistou três títulos de campeão, uma Taça de Portugal, uma Taça da Liga e já esta temporada a Supertaça, na qual foi titular frente ao Vitória de Guimarães (3-1).

  Na sua carreira, o ‘Imperador’ tem como pior marca os 7-1 sofridos pelo Brasil nas meias-finais do Mundial2014, no Brasil, diante da Alemanha, mas muitas positivas, como o título europeu como o Inter Milão, com José Mourinho como treinador, além de cinco ‘scudettos’ (campeonato italiano), três taças de Itália e quatro supertaças, além de duas Taças das Confederações e uma Copa América, com o Brasil.

Fez toda a sua carreira no Brasil ao serviço do Flamengo, antes de rumar à Europa para representar o Inter Milão, seguindo-se, já na fase final, o QPR, sendo posteriormente emprestado aos canadianos do Toronto, antes de assinar pelo Benfica.

Na Luz, Júlio César assumiu a titularidade nos tempos iniciais, até perder o lugar para o compatriota Ederson, hoje no Manchester City.

Esta época o guarda-redes, que teve alguns problemas físicos, apenas fez quatro jogos, com a baliza do Benfica a estar entregue a Bruno Varela e também ao belga Mile Svilar.

 

Edição Impressa

Capa do Jornal

Procurar

Inquéritos

Que temas mais lhe interessam?
 

Newsletter









             
Coloque a sua publicidade aqui
Século Triweb Printers
Roxo Law
Blue Sky
Coloque a sua publicidade aqui
Século Triweb Printers
Roxo Law