O Século Online

Roxo Law

Paramount Trailers

Século Triweb Printers

Convívio da Academia-Mãe antevê Magusto da Beneficência
13-Nov-2017
comunidades

Decorreu no restaurante “O Braseiro”, em Kensington, na quinta-feira 9 de Novembro, o convívio semanal da Academia do Bacalhau de Joanesburgo.

 O almoço desta semana juntou mais de vinte compadres e comadres em torno da mesa no qual o compadre Luís Dominguez, da REMAR, entregou à Academia-Mãe um Certificado de Gratidão, feito pelas crianças apoiadas pela instituição, como forma de agradecer a ajuda dada pela Academia-Mãe na reparação de duas viaturas de transporte.

 A comadre honorária Isabel Policarpo também interveio para fazer a antevisão do Magusto 2017 da Beneficência e afirmou contar com o apoio e presença de todos no certame anual que decorre de 24 a 26 de Novembro nos jardins do Lar Rainha Santa Isabel, em Albertskroon.

 Deste almoço saíu também a informação que o próximo convívio da Academia será no restaurante “O Castelo”, em The Hill, no sul de Joanesburgo e será patrocinado pelo compadre presidente José Manuel Contente por ocasião do seu aniversário natalício.

 O compadre vice-presidente da tertúlia, Ivo de Sousa que presidiu a esta edição do almoço, soou o badalo pelas 13h25 para que o repasto pu-desse ser começado.

 “É uma grande alegria estar aqui na Academia-Mãe e po-der presidir ao almoço desta semana.” O presidente em exercício deu as boas-vindas a todos em torno da mesa e pediu à comadre Natalie Pestana, que desse o “tom” do “Gavião de Penacho”. Para “carrasco” da tarde foi nomeado o compadre Fernando Vale.

 O primeiro prato foi então servido, a sopa de caldo-verde muito bem preparada com a couve cortada e escaldada na perfeição e o caldo de batata fluído e leve com várias rodelas de chouriço. Após o primeiro prato ter sido levantado, o segundo foi servido em rápi-da sucessão. O “fiel amigo” foi preparado no forno com broa e batatas assadas. O peixe estava demolhado e confeccionado sem falhas e a refeição mereceu vários elogios por parte de todos os presentes.

 No “Braseiro”, o salão estava repleto com mais mesas e os rituais e as intervenções orais da Academia do Bacalhau de Joanesburgo, suscitaram grande interesse por parte dos demais presentes.

 Terminado o prato principal, o compadre Ivo de Sousa pediu à comadre Analiza Lousada que apresentasse as suas convidadas. “Boa tarde a todas as comadres e compadres”, começou por afirmar. “Como vocês sabem, eu tenho muito orgulho disto e chamo isto de minha “família” e faço questão de trazer cá pessoas novas e que queiram saber mais sobre a nossa Academia. Hoje trago a dr.ª Olimpia Sardinha que trabalha aqui com a Comunidade e a dr.ª Ana Machado Dias, advogada vinda de Portugal.”

 A palavra foi depois dada à comadre honorária Isabel Policarpo: “Boa tarde a todos. É só para participar que temos o Magusto à porta”, afirmou a comadre honorária com um enorme sorriso.

 “Dia 24 deste mês é a festa de Natal da Academia e que contará com a presença do dr. Miguel Albuquerque, presidente do governo da Região Autónoma da Madeira e o en-tretenimento nessa noite estará a cargo da Sandra e o Ricardo”, cançonetistas que viveram na Venezuela e já estiveram na África do Sul.

 A comadre honorária acrescentou que “a unidade dos cuidados intermédios do Lar foi oficialmente inaugurada, com os patrocinadores e beneméritos presentes no dia 19 de Outubro e ficaram muito felizes com o que viram e com a obra feita. De referir, que na nova unidade só já temos um quarto vago. Quando quiserem ir ver, façam uma visita e espero o vosso apoio por ocasião do Magusto.”

 Seguiu-se a intervenção do compadre Luís Dominguez, representante da instituição Remar. “Boas tardes a todos, peço desculpa aos compadres e comadres, eu gostaria de participar mais vezes, mas os afazeres não permitem. Já na União Portuguesa tinha agradecido à Academia do Bacalhau, quando estávamos em necessidade profunda a ajuda falhou. No entanto, a Academia-Mãe não falhou e as coisas estão a caminhar bem. Trago algo que é um reconhecimento nosso enquanto instituição. Fizémos um certificado de apreciação, elaborado pelas crianças que apoiamos que aprenderam a trabalhar nos computadores e programas de informática.”

 Ditas estas palavras, entregou nas mãos do presidente, o certificado com destino ao museu da tertúlia. O gesto foi alvo de uma forte salva de palmas.

 O compadre vice-presidente Ivo de Sousa entregou ao compadre Jorge Cruz uma camisola deste ano do Dia de Golfe da Academia-Mãe, patrocinado pelo Banco BIC, e o anfitrião em resposta declarou-se imensamente feliz, “é uma alegria ter aqui a Aca-demia. Estou aberto para em qualquer altura virem almoçar. É feito com bom coração”, afirmou o compadre Cruz.

 O almoço aproximava-se do final e antes das sobremesas serem servidas, foi dada a palavra às convidadas da tarde para se apresentarem.

Primeiro interveio Olimpia Sardinha, “boa tarde a todos, eu trabalho com emigrantes quer portugueses quer de outras nacionalidades, na obtenção de documentos e vistos para poderem trabalhar, residir ou até passar férias aqui na África do Sul. E, por isso trabalho com a dr.ª Ana em Portugal.”

 “Boa tarde, sou a Dr.ª Ana Machado Dias e foi com muito agrado que aceitei o convite da Analiza para estar aqui no vosso almoço. Sou advogada e trabalho na cidade do Porto. Tenho trabalhado muito com a nossa Comunidade e por isso formei esta parceria com a dr.ª Olimpia Sardinha. Estou ao vosso dispor para qualquer assunto que precisem resol-ver”, rematou assim a sua intervenção.

 O compadre presidente honorário da Academia-Mãe, Adriano Leão, contou uma situação que se passou com ele recentemente, em que um concidadão do seu conhecimento o contactou pois estava sem meios de subsistência e estava a residir num quarto com um custo diário de R350. O presidente honorário contactou com a presidente da Sociedade Portuguesa de Beneficência, que prontamente fez as suas investigações e considerações, ao que no dia seguinte a pessoa em questão tinha dado entrada no Lar Santa Isabel. Este episódio mereceu uma forte salva de palmas por parte de todos ao redor da mesa.

 As sobremesas foram servidas e  a palavra final da tarde foi entregue ao “carrasco”, o compadre Fernando Vale. Sempre com um humor “afinado” deu a sua sentença e aplicou os “castigos”. A garrafa de whiskey foi paga pelo compadre Adriano Leão e a garrada de vinho do Porto foi paga pelo compadre Joaquim Pinho.

 O almoço foi encerrado com o entoar da Marcha da Academia e com o “Gavião de Penacho”.

 

Edição Impressa

Capa do Jornal

Procurar

Inquéritos

Que temas mais lhe interessam?
 

Newsletter









             
Século Triweb Printers
Coloque a sua publicidade aqui
Blue Sky
Roxo Law
Século Triweb Printers
Coloque a sua publicidade aqui
Blue Sky