O Século Online

Roxo Law

Paramount Trailers

Século Triweb Printers

Político britânico quer investigação aos bancos ingleses envolvidos com os Guptas
06-Nov-2017
Político britânico quer investigação aos bancos ingleses envolvidos com os Guptas

O deputado britânico e antigo activista anti-apartheid, Peter Hain, lançou um forte apelo na quarta-feira, em Londres, para que as instituições bancárias sediadas no Reino Unido sejam investigadas pelo seu alegado envolvimento na lavagem de biliões de randes da família Gupta.

 Peter Hain, que falava na Câmara dos Lordes no parlamento britânico, na noite de quarta-feira, disse que “as transacções financeiras de lavagem de dinheiro que as autoridades do Reino Unido devem investigar relacionam-se com a transferência de fundos de diversos bancos na África do Sul para contas em Hong-Kong e no Dubai”.

 De acordo com o deputado britânico, citado pela imprensa sul-africana, os fundos foram alegadamente transferidos através de múltiplas transacções financeiras para diversas contas, que depois terão sido, aparentemente, transferidos para contas no Reino Unido.

 Peter Hein apelou ao governo britânico a exercer pressão sobre as autoridades em Hong-Kong e no Dubai por forma a cessarem cabalmente o relacionamento que mantêm com os Gupta e os Zumas, referindo-se ao Presidente Jacob Zuma e à sua família.

 O político britânico disse que a alegada lavagem de dinheiro por parte dos Guptas vai ser tema de um debate parlamentar a nível europeu, em Bruxelas, e que os bancos europeus alegadamente envolvidos com a controversa família de negócios indiana estão sob investigação.

 O diário sul-africano, The Citizen, escreve na sua edição de quinta-feira que Peter Hein enviou uma carta em Setembro ao ministro da Finanças do Reino Unido, Philip Hammond, instando este governante a instruir as autoridades britânicas a identificarem o rasto de 7 biliões de randes que os Gupta aparentemente transferiram pelos seus canais internacionais.

 O jornal adianta que Peter Hein solicitou especificamente que os bancos britânicos HSBC e Standard Chartered, juntamente com o Bank of Baroda, sejam investigados.

 Na quarta-feira, o político britânico reafirmou perante a parlamento londrino que tinha prova documental em sua posse sobre estas transações financeiras.

 “A informação revela que foram transferidos ilegalmente fundos da África do Sul pela família Gupta, nos últimos anos, das suas contas sul-africanas para contas bancárias no Dubai e em Hong-Kong. Muitas destas transacções são legítimas, mas muitas delas não o são certamente”, afirmou Peter Hein.

 “A minha principal intenção é assistir no combate a uma monumental lavagem financeira que está a ser organizada a apartir da mais alta esfera do governo na África do Sul, e pela própria presidência. O país é hoje vítima e, se não actuarmos decisivamente contra este crime financeiro com as implicações que daí advêm para a Grã-Bre-tanha, outros países soberanos se seguirão com consequências desastrosas para a nossa establidade e da economia global. Neste caso, as redes criminosas sofisticadas, como os Guptas e os Zumas, terão a última palavra”, disse.

Peter Hein acrescentou depois que “a lavagem de dinheiro requere a cúmplicidade, com ou sem o entendimento, das instituições financeiras, e neste caso algumas dessas instituições encontram-se sediadas no Reino Unido e que agora estão a ser investigadas pela Unidade de Investigação de Fraude GraVíssima, a Autoridade de Conduta Financeira e a Agência Nacional para a Criminalidade” do Reino Unido.

 
             
Século Triweb Printers
Coloque a sua publicidade aqui
Blue Sky
Roxo Law
Século Triweb Printers
Coloque a sua publicidade aqui
Blue Sky