O Século de Joanesburgo

Roxo Law

Paramount Trailers

Século Triweb Printers

Gestão de fundos de pensões dos funcionários do Estado na mira de altos dirigentes do Governo
09-Out-2017
economico

A empresa estatal Corporação de Investimento Público (PIC), que é tida como a maior empresa de gestão de fundos de pensões e investimentos do Estado sul-africano com mais de 1.9 triliões de randes em carteira e detentora de 12% da bolsa de valores de Joanesburgo, está na mira de altos dirigentes do Congresso Nacional Africano, o partido no poder, com ligações à controversa família indiana de negócios Gupta.

 A Associação dos Funcionários Públicos (PSA), que representada 230 mil membros, ameaçou cortar relações com a Corporação de investimento Público se o ministro das Fi-nanças, Malusi Gigaba, excluir os seus membros do conselho de administração daquela empresa estatal e gestora financeira, noticiou o diário Star na sua edição de quarta-feira.

 De acordo com o diário, o PSA anunciou que quer ter direito a parecer na forma como o governo gere as pensões dos funcionários do Estado. O PSA é o segundo sindicato a anunciar tal intenção. O primeiro foi a Federação Sindical (FEDUSA).

 Segundo a imprensa diária de Joanesburgo, a estatal PIC tem sido alvo de alegações de corrupção segundo as quais o director-geral da empresa, Dan Matjila, é acusado pela FEDUSA de “desvio de fundos para uma namorada”.

 A FEDUSA diz ter recebido o apoio dos partidos com assento parlamentar para cortar relações com a PIC. A estatal sul-africana negou as alegações como infundadas.

 O vice-ministro das Finanças, Sifiso Buthelezi, que foi nomeado recentemente para o cargo de presidente do conselho de administração da empresa pelo ministro Gigaba, negou que a empresa “esteja a ser alvo de tentativas externas para assumir o seu controlo financeiro e aceder ilicitamente ao caderno de pensões públicas e fundos financeiros sob sua gestão”.

 De acordo com o jornal, a directora da bolsa de valores de Joanesburgo (JSE), Nicky Newton-King revelou na terça-feira perante um grupo parlamentar responsável pelo sector, que a estatal PIC detém 12% da empresa JSE Limited.

 Adiantou que a JSE tem uma capitalização de mercado avaliada em 15 triliões de randes.

 O Ministério das Finanças, por seu lado, revelou perante o mesmo grupo parlamentar que vários cidadãos sul-africanos realizam investimentos financeiros através dos seus fundos de pensões.

 O Ministério das Finanças estima que o montante global dos fundos de pensões seja de 4 triliões de randes.

 

Edição Impressa

Capa do Jornal

Procurar

Inquéritos

Que temas mais lhe interessam?
 

Newsletter









             
Coloque a sua publicidade aqui
Século Triweb Printers
Blue Sky
Roxo Law
Coloque a sua publicidade aqui
Século Triweb Printers
Blue Sky